Geral

Wanderlei Silva brinca sobre “falta de testículo” de Sonnen

Quando a rivalidade entre Wanderlei Silva e Chael Sonnen parece não ter como piorar, os dois se superam. Depois da briga que aconteceu durante a gravação do reality show The Ultimate Fighter (TUF), o brasileiro continuou com as provocações e pegou pesado: ao comentar sobre a reposição de testosterona utilizada pelo americano, Wanderlei especulou que […]

Arquivo Publicado em 19/02/2014, às 11h54

None

Quando a rivalidade entre Wanderlei Silva e Chael Sonnen parece não ter como piorar, os dois se superam. Depois da briga que aconteceu durante a gravação do reality show The Ultimate Fighter (TUF), o brasileiro continuou com as provocações e pegou pesado: ao comentar sobre a reposição de testosterona utilizada pelo americano, Wanderlei especulou que o americano não teria um testículo.

Sonnen é um dos vários lutadores do Ultimate Fighting Championship (UFC) que utiliza o polêmico método. Ele alega que, por causa da idade (36 anos), não consegue mais produzir testosterona como outros atletas. Então faz o tratamento, que é é muito criticado no mundo do MMA, mas é legal e permitido pela maioria das comissões atléticas do esporte.

Questionado sobre o assunto, Wanderlei aproveitou para fazer piadas: “se o Sonnen precisa, tem que fazer uso mesmo. Às vezes ele está meio assim (fez o gesto com dedo indicador caindo), então precisa mesmo”, brincou, arrancando sorrisos, antes de arrematar com outra ironia: “dizem que ele só tem uma bola, que está faltando uma”.

Apesar da rivalidade, Wanderlei entregou que Sonnen tentou amenizar o clima entre os dois durante as gravações do programa: “frente a frente ele vem e aperta minha mão. Mas por trás de mim, com a câmera nele, fala mal de mim. Ele diz que é só promoção (da luta), mas qual é a diferença de falar mal da pessoa sendo promoção ou não?”, afirmou, em retórica.

É a terceira vez que Wanderlei participará do TUF. Na primeira edição ele já viveu uma grande rivalidade com Vitor Belfort, que também envolveu provocações, polêmicas e discussões. Porém, ele acredita que dessa vez a situação foi pior. “É a maior rivalidade que já tive, porque o Sonnen adotou um estilo de provocação muito pesado”.

Wanderlei até deu um exemplo de como Sonnen exagera nas declarações polêmicas. Lembrou de quando o americano falou da mulher de Anderson Silva para provocar o ex-campeão. “Diga ao Anderson Silva que eu estou chegando para chutar sua porta dos fundos e acariciar sua pequena mulher na bunda, pedindo para ela me fazer um bife, ao ponto, do jeito que eu gosto”, afirmou o americano na época da luta entre os dois.

Wanderlei disse que, se tivesse ouvido algo parecido desta vez, teria arrumado outras brigas no programa: “se ele falasse isso pra mim, eu ia bater todo dia nele aqui. Que se dane o programa, toda vez que visse ele eu ia bater”, afirmou, completando que Sonnen não ousou fazer isso durante o reality.

As críticas de Wanderlei não ficaram apenas no campo das provocações. Ele também detonou o estilo de luta do americano, minimizando a vitória recente dele contra outro brasileiro: “o Shogun foi levantar de qualquer jeito e deu o pescoço para ele. E o Sonnen vai bem naquela guilhotina. Como estava 100%, ganhou”, analisou, aproveitando para lembrar da derrota de Sonnen para outro americano: “ele é o que mostrou na luta contra o Rashad Evans. Ele já entra na luta querendo se entregar. E na hora que eu apertar ele tenho certeza que o espírito dele vai voltar para a casa dele”, afirmou, já ansioso para o combate que está marcado para 31 de maio.

Ao contrário do que se esperava, Chael Sonnen foi bem recebido no Brasil. Não houve qualquer problema no contato com o público e ele ainda encontrou um fã-clube seu no País.
Wanderlei até tentou entender essa situação, mas mostrou que não gostou do ocorrido: “tenho que respeitar todo mundo, mas os brasileiros têm que levantar nosso ídolos. Muita coisa acontece no País por causa dessa postura do brasileiro”, detonou.

Jornal Midiamax