Geral

Vigia que tentou matar vizinho de mansão por denunciar ‘festinhas’ à patroa enfrenta júri

Na manhã desta quarta-feira (19), está sendo realizado o julgamento de Enoque José da Silva, de 42 anos, pelo crime de tentativa de homicídio doloso – quando há intenção de matar, qualificado  por emboscada. A ação é promovida pelo juiz titular da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, Aluízio Pereira dos Santos.  […]

Arquivo Publicado em 19/03/2014, às 12h52

None

Na manhã desta quarta-feira (19), está sendo realizado o julgamento de Enoque José da Silva, de 42 anos, pelo crime de tentativa de homicídio doloso – quando há intenção de matar, qualificado  por emboscada. A ação é promovida pelo juiz titular da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, Aluízio Pereira dos Santos. 

De acordo com a denúncia, no início da tarde do dia 17 de abril de 2009, na Rua Itamaracá, no bairro Itanhangá Park, o suspeito tentou matar a tiros a vítima Nelcides Marques, que na época foi socorrida e levada ao Hospital Santa Casa. 
Enoque utilizou do recurso que dificultou a defesa da vítima, pois se aproximou dela repentinamente e efetuou os disparos, pegando-a de surpresa. 
A motivação do crime teria sido porque, Enoque, que era segurança de uma residência da região, achou que estava sendo dedurado pela vítima, que é vizinho, da sua patroa. Ele realizava festas na casa da chefe, quando ela viajava.
Jornal Midiamax