Geral

Veja vídeo: Kombi que custou R$ 30 mil pega fogo em posto de gasolina na Capital um dia após compra

Uma Kombi branca, placa IQU-6035, de Campo Grande-MS, pegou fogo após abastecer em um posto de gasolina localizado no cruzamento da Avenida Ernesto Geisel com a Manuel da Costa Lima, na tarde desta quinta feira (2), na região central da Capital. O motorista do veículo Elson de Souza, de 34 anos, disse que comprou a […]

Arquivo Publicado em 02/10/2014, às 21h30

None
701536108.gif

Uma Kombi branca, placa IQU-6035, de Campo Grande-MS, pegou fogo após abastecer em um posto de gasolina localizado no cruzamento da Avenida Ernesto Geisel com a Manuel da Costa Lima, na tarde desta quinta feira (2), na região central da Capital.

O motorista do veículo Elson de Souza, de 34 anos, disse que comprou a Kombi nesta quinta-feira e pagou mais de R$ 30 mil. De acordo com ele, a explosão que causou o incêndio foi em virtude de um vazamento no veículo.

Souza, que é vendedor de alimentos relatou que parou no posto e abasteceu cerca de 30 litros de combustível. No momento em que saia do local para entrar na Avenida Ernesto Geisel aconteceu à explosão. “Eu escutei a explosão, senti o cheiro da fumaça, parei, puxei o freio de mão e peguei o extintor”, narra.

Assim que Elson saiu do veículo as chamas tomaram conta da Kombi, que enquanto pegava fogo desceu sozinha a rampa do posto de gasolina e atravessou a rua, parando apenas no meio fio. Por sorte os motoristas já haviam avistado o fogo e no momento que foi para a avenida uns deram ré e outros aceleraram. Com um cabo de aço os bombeiros tiraram a Kombi da pista.

O proprietário e dois frentistas tentaram controlar o incêndio com extintores, mas precisaram acionar o Corpo de Bombeiros, que utilizou mais 1500 litros de água para apagar o fogo. Mesmo o incidente acontecendo em frente a uma base do Bombeiros, os militares explicaram que a viatura que estava de prontidão na base é usada para ocorrência de resgate e salvamento, por isso foi necessário acionar outra viatura.

O trânsito no local ficou parcialmente interrompido por aproximadamente 40 minutos. Souza entrou em contato com a garagem onde comprou o veículo e foi aconselhado a realizar uma pericia. Elson irá a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga registrar um boletim de ocorrência, para acionar a perícia.

Jornal Midiamax