Geral

USP Leste adia volta às aulas para terminar desinfestação de ácaros

A USP Leste (Universidade de São Paulo) adiou para o dia 13 de janeiro o retorno às aulas da unidade para terminar a desinfestação de ácaros de pombo de seus prédios. As aulas no campus estavam suspensas desde o dia 16 de dezembro após a identificação de problemas com a qualidade da água da unidade […]

Arquivo Publicado em 06/01/2014, às 15h36

None

A USP Leste (Universidade de São Paulo) adiou para o dia 13 de janeiro o retorno às aulas da unidade para terminar a desinfestação de ácaros de pombo de seus prédios. As aulas no campus estavam suspensas desde o dia 16 de dezembro após a identificação de problemas com a qualidade da água da unidade e a infestação de ácaros de pombos e o retorno era previsto para esta segunda-feira (6).


Os bebedouros da unidade foram interditados no dia 11 de dezembro depois que análises feitas pela Sabesp (Companhia de Saneamento Básico de São Paulo) apontaram turbidez da água e presença indevida de bactérias. Além dos bebedouros, três salas de aula do prédio principal ficaram interditadas por causa de infestação de piolhos de pombos. Estudantes e professores relataram dermatites e sarna após atividades na unidade.


Segundo a assessoria de imprensa da EACH (Escola de Artes, Ciências e Humanidades), durante o recesso foi feita a limpeza das caixas d’água da instituição e 80% da desinfestação de ácaros de pombo.

Reposição de aulas


Na próxima segunda-feira, as atividades da unidade devem recomeçar. Os estudantes de graduação têm que repor aulas do segundo semestre perdidas durante uma greve que durou 50 dias. A paralisação envolvia professores, alunos e funcionários, que pediam uma solução para o problema de contaminação do solo do campus da unidade em Ermelino Mattarazzo.


Após o adiamento, o calendário de reposição de aulas terá de ser refeito nesta semana.

Jornal Midiamax