Geral

“Uma Família em Tokyo” é atração desta quarta da Mostra de Cinema Japonês

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, por meio do Museu da Imagem e do Som (MIS), realiza de 9 a 13 de junho a quarta edição da Mostra de Cinema Japonês. Serão exibidos ao longo da semana cinco filmes, sempre às 19 horas e com entrada franca. A Mostra de Cinema Japonês […]

Arquivo Publicado em 11/06/2014, às 12h24

None

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, por meio do Museu da Imagem e do Som (MIS), realiza de 9 a 13 de junho a quarta edição da Mostra de Cinema Japonês. Serão exibidos ao longo da semana cinco filmes, sempre às 19 horas e com entrada franca.


A Mostra de Cinema Japonês faz parte do projeto CineMIS e celebra o início da imigração japonesa ao Estado. Serão apresentadas produções reconhecidas pela crítica e público com temas diversos e abrangentes. A curadoria mais uma vez é de Jean Albernaz, cineasta e músico atualmente residente no Rio de Janeiro, onde estuda roteiro na Escola de Cinema Darcy Ribeiro.


“A seleção da Mostra, em um primeiro olhar, se apresenta como a mais heterogênea de todas, sendo quase improvável um fio condutor estético ou temático. O que teria em comum o filme Céu e Inferno, de Akira Kurosawa e o “exagero punk” de Crazy Thunder Road? O que conecta os filmes este ano é um olhar sobre o marginal, explica o curador da mostra.


“Céu e Inferno trabalha na temática e esteticamente a diferença entre a vida de um magnata numa mansão luxuosa e a vida de um miserável nos becos de um submundo urbano. No documentário O Exército Nu do Imperador Continua Marchando é retratada uma batalha quixotesca entre um homem e o ideal de patriotismo no Japão, algo muito maior do que qualquer Godzilla. No fim das contas, o que temos aqui é um punhado de filmes belos, rudes, agressivos e singelos sobre o que é estar à margem. Seja no Japão ou em qualquer lugar do mundo”, pontua Jean Albernaz.


“A cultura japonesa é notoriamente marcante e presente no Estado, permeando hoje nossos costumes, culinária e identidades, indo além das fronteiras entre descendentes e não descendentes. Assim, a Mostra Cinema Japonês é de extrema importância para Mato Grosso do Sul uma vez que democratiza o acesso às produções audiovisuais japonesas e promove o debate e a reflexão, contribuindo com a formação e a difusão de conhecimento e cultura no Estado de forma antenada à contemporaneidade”, explica o presidente da Fundação de Cultura, Américo Calheiros.

Serviço


A Mostra de Cinema Japonês acontece de 9 a 13 de junho, sempre às 19 horas, no Museu da Imagem e do Som, que fica no Memorial da Cultura, na avenida Fernando Correa da Costa, 559, 3º andar, Centro. Outras Informações pelo email: [email protected], pelo site www.misms.com.brou pelo telefone 3316-9178.

Jornal Midiamax