Geral

Ultrapassagem pela direita acaba com garupa de moto tendo perna esmagada por caminhão

Um acidente entre um caminhão e uma motocicleta, ocorrido por volta das 9 horas de hoje, deixou duas pessoas feridas no cruzamento da Avenida Júlio de Castilhos com a Rua Yokohama, na divisa dos bairros Vila Almeida e Jardim Panamá, região oeste de Campo Grande. Uma das vítimas foi encaminhada ao Pronto-Socorro da Santa Casa.  […]

Arquivo Publicado em 06/03/2014, às 13h11

None
804554155.jpg

Um acidente entre um caminhão e uma motocicleta, ocorrido por volta das 9 horas de hoje, deixou duas pessoas feridas no cruzamento da Avenida Júlio de Castilhos com a Rua Yokohama, na divisa dos bairros Vila Almeida e Jardim Panamá, região oeste de Campo Grande. Uma das vítimas foi encaminhada ao Pronto-Socorro da Santa Casa. 

Conforme informações dos militares do Corpo de Bombeiros, Adélcio dos Santos, de 47 anos, era condutor do caminhão Volkswagen, placas DXU-3791, de Cuiabá (MT), que seguia pela avenida no sentido centro/bairro, quando ao fazer a conversão à direita na Rua Yokohama acabou colidindo com a motocicleta CB 300, placa NRO-1713, de Campo Grande (MS), que seguia no mesmo sentido. 
Com o choque, condutor e passageira foram parar embaixo do caminhão. A roda traseira passou sobre a perna esquerda da garupa, identificada como Maria Cristina Salissana Jardim, de 44 anos, que foi encaminhada pelo Corpo de Bombeiros para a Santa Casa. O condutor da motocicleta, que não teve o nome divulgado, teve ferimentos leves no pé, por conta do impacto com a roda traseira do caminhão. Ele foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no Jardim Panamá. 
De acordo com o pedreiro Airton da Silva Santos, de 46 anos, que presenciou o acidente, o condutor da motocicleta estava fazendo uma ultrapassagem irregular, passando do lado direito do veículo, entre o caminhão e rente ao meio-fio. “Eu estava de moto atrás do caminhão e vi quando ele sinalizou que iria fazer a conversão na Yokohama, porém o condutor da moto que se envolveu no acidente não deve ter prestado a atenção na seta ou não respeitou e passou no vão, causando o próprio acidente”, afirma.
Jornal Midiamax