Troféus do Campeonato Mundial de vôlei são roubados no Rio

Os troféus dos torneios masculino e feminino do Mundial de vôlei, que estavam em um tour, foram roubados no Rio de Janeiro nesta sexta-feira. Por volta das 14h (de Brasília), as taças foram levadas de um carro-forte que estava no estacionamento do shopping Via Parque, na Barra da Tijuca. Os ladrões arrombaram o blindado e […]
| 23/08/2014
- 02:55
Troféus do Campeonato Mundial de vôlei são roubados no Rio

Os troféus dos torneios masculino e feminino do Mundial de vôlei, que estavam em um tour, foram roubados no Rio de Janeiro nesta sexta-feira. Por volta das 14h (de Brasília), as taças foram levadas de um carro-forte que estava no estacionamento do shopping Via Parque, na Barra da Tijuca. Os ladrões arrombaram o blindado e subtraíram a carga.

A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) confirmou a ocorrência. O roubo está sendo investigado pela Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas do Rio de Janeiro.

Antes de chegar ao Rio, as taças passaram por São Paulo, ficando expostas aos espectadores da partida entre Brasil e Estados Unidos, válido pela primeira fase do Grand Prix, no início de agosto.

Os troféus já deveriam ter sido devolvidos à sede da FIVB (Federação Internacional de Vôlei), na Suíça, mas houve uma burocracia em São Paulo, para a empresa cumprir o prazo de entrega, e a CBV preferiu mandar as premiações para o Rio, onde seriam embarcadas com um dirigente na segunda-feira.

O Campeonato Mundial masculino terá sua estreia no próximo dia 30, na Polônia. Já a competição feminina será realizada na Itália, sendo iniciado no dia 23 de setembro.

Confira a nota oficial divulgada pela Confederação Brasileira de Voleibol:

A Confederação Brasileira de Voleibol – CBV, comunica que os troféus dos Mundiais de Voleibol Adulto masculino e feminino foram roubadas da empresa que fazia o transporte das peças de São Paulo para o Rio de Janeiro.

A CBV recebeu da FIVB os troféus na etapa do Grand Prix em São Paulo no início de agosto e fez uma ação de divulgação nas areias de Copacabana. As peças estavam sob a guarda da TNT Express e foram roubadas de um caminhão da empresa que fazia uma entrega no estacionamento do Shopping Via Parque.

A CBV já notificou a FIVB, proprietária dos troféus, e a polícia do Estado do Rio de Janeiro já está ciente do roubo. As peças não possuem valor comercial e seriam enviadas para a sede da FIVB na Suíça.

Superintendente Geral da CBV, Neuri Barbieri, fez um apelo para que as taças voltem para a CBV: “Ao contrário da taça da Copa do Mundo de futebol, que vale muito por ser de ouro maciço, as do voleibol não possuem valor de mercado. Ninguém vai lucrar com a venda. Como o voleibol já deu exemplos, a devolução delas seria mais uma demonstração do amor ao vôlei brasileiro.”

A sede da Confederação Brasileira de Voleibol fica no Shopping Città América, no bloco 7, no Bairro da Tijuca. Informações sobre os troféus podem ser repassadas diretamente para a Polícia do Rio de Janeiro, ou na sede da CBV pelo telefone: (21) 2114-7200

Últimas notícias