Geral

Trio que fez arrastão em lanchonete famosa planejou assalto e levou crucifixo de R$ 20 mil

O trio que foi responsável pelo arrastão na lanchonete Áquila Fast Food, na Rua Arthur Jorge, em Campo Grande, na madrugada do dia 16, visitou o local antes de agir para ver o movimento e também conhecer melhor o local. Venício Oliveira da Cruz, de 22 anos, Adenílson Costa Molina Cavanha, de 19 anos e […]

Arquivo Publicado em 26/02/2014, às 14h25

None
1829983746.jpg

O trio que foi responsável pelo arrastão na lanchonete Áquila Fast Food, na Rua Arthur Jorge, em Campo Grande, na madrugada do dia 16, visitou o local antes de agir para ver o movimento e também conhecer melhor o local. Venício Oliveira da Cruz, de 22 anos, Adenílson Costa Molina Cavanha, de 19 anos e Jean de Jesus Siva, de 20 anos, foram apresentados na manhã desta quarta-feira (26), como responsáveis pelo arrastão.

Segundo o delegado Fabiano Nagata, de Delegacia Especializada em Roubos e Furtos (Derf), os três planejaram o assalto, pois antes da ação passaram pelo local e como o movimento estava intenso, compraram um maço de cigarros para disfarçar e retornaram horas depois para praticar o assalto.

No dia do crime os três estavam em uma festa bebendo e consumindo drogas quando decidiram praticar o assalto. Na ação foram rendidos 15 clientes. Usando capacetes os três invadiram a lanchonete.

Adenílson e Jean foram os responsáveis por recolher os objetos dos clientes, enquanto Venício ficou na guarda, mas em determinado momento assustou-se e fez um disparo para o alto. Foram utilizados dois revólveres, um calibre 32 e outro 22. No arrastão foram levados celulares, relógios, R$ 2.600 e joias, entre elas uma corrente com crucifixo com 50 brilhantes e um rubi, avaliada em R$ 20 mil.

A polícia iniciou as investigações logo depois do assalto e prendeu o trio na última sexta-feira em suas casas, no Jardim Anache. Jean é natural de Cuiabá e já cumpriu pena por roubo. Venício tem passagem pela polícia por porte ilegal de arma de fogo e Adenílson já esteve internado na Unei, quando adolescente, também por roubo.

Jornal Midiamax