Geral

‘Trio Hermanos Irmãos’ lança segundo disco com músicos da Argentina e Paraguai

Formado por Jerry Espíndola, Márcio De Camillo e Rodrigo Teixeira – o trio Hermanos Irmãos – apresenta novo show nesta terça-feira (29), às 19h, no Teatro Glauce Rocha. Tendo como convidados os sul-americanos, o cantor e compositor Rubén Goldín, da Argentina, e o produtor e pianista Willy Suchar, do Paraguai, o encontro marca o lançamento […]

Arquivo Publicado em 28/04/2014, às 19h08

None
495686305.jpg

Formado por Jerry Espíndola, Márcio De Camillo e Rodrigo Teixeira – o trio Hermanos Irmãos – apresenta novo show nesta terça-feira (29), às 19h, no Teatro Glauce Rocha. Tendo como convidados os sul-americanos, o cantor e compositor Rubén Goldín, da Argentina, e o produtor e pianista Willy Suchar, do Paraguai, o encontro marca o lançamento do segundo disco do trio. A entrada é grátis.

O álbum “Por América”, gravado em Assunção e produzido pela Kamikaze Records, será disponibilizado nas lojas virtuais do iTunes e Amazon no dia do show em Campo Grande (MS). A realização do evento é da Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis (Preae) – Coordenadoria de Cultura da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

O trio protagoniza um dos principais intercâmbios do Brasil com músicos de outros países da América do Sul. O novo show reflete esta comunhão musical sul-americana.

Rubén Goldín é representante da “trova rosarina”, movimento que renovou a música argentina nos anos 1980. Começou em bandas de rock e chegou a formar o grupo El Banquete junto ao conterrâneo Fito Páez. Em 1982 integrou a banda de Juan Carlos Baglietto e assinou os arranjos, ao lado de Páez, de “Tiempos Difíciles”, disco histórico do cantor. Em 1984 foi convidado para gravar duas faixas do primeiro disco de Fito Páez, “Del 63”. Se lançou em carreira solo em 1985 e desde então gravou cinco discos, sendo o último “Nadar” (2013). Rubén assina a direção vocal do álbum “Por América”.

Já Willy Suchar, argentino que mora em Assunção desde 1989, é um dos principais produtores da capital paraguaia, dono da principal gravadora (Kamikaze Records) do país e pianista e arranjador com mais de 100 discos no currículo de artistas de vários países da América do Sul. Suchar assina a direção musical e produção do disco “Por América”. Após a apresentação, haverá um bate-papo entre o trio Hermanos Irmãos, os convidados Goldín e Suchar e a plateia.

O disco

O álbum “Por América” foi gravado em 2013 no estúdio Kamikaze Records em Assunção (PY). O disco traz 11 canções, entre músicas de autoria dos próprios “hermanos” e interpretações. O argentino Rubén Goldín canta na versão em português do trio para a sua música “Las cosas que uno quiere”. O disco conta ainda com outros convidados especiais, em uma verdadeira integração sul-americana, com músicos brasileiros, argentinos, paraguaios e venezuelanos.

Juan Câncio Barreto, um dos mais expressivos nomes do requinto no mundo, participa de duas faixas. Gabriel Colman (guitarra e violão) e Rodrigo Pereira (acordeon) completam o time de instrumentistas paraguaios. Os responsáveis pela “cozinha” são os brasileiros Thiago ‘Big’ Rabelo (bateria) e Alex Mesquita (baixo).

As faixas “Por América” e “Caras Lindas” contaram com convidados da Venezuela, que gravaram suas participações no GB Mix & Mastering Studios, em Caracas, do engenheiro de som Gelson Briceño. Os convidados venezuelanos foram Lerryns Hernández (percussão), do grupo The Bongo Project, e a jovem flautista Maria Jose Leon. O disco “Por América” conta com o apoio do FMIC (Fundo Municipal de Incentivo a Cultura).

Jornal Midiamax