Geral

Torcedores denunciam a falta de meia entrada em jogo entre Novoperário e Comercial

Torcedores do Novoperário e Comercial denunciam a falta de meia entrada para o jogo entre as equipes, que aconteceu neste domingo (27), no estádio Morenão, em Campo Grande. O Galo venceu por 1 a 0. De acordo com os torcedores, além da fila longa, não havia ingresso de meia entrada para a partida, descumprindo a […]

Arquivo Publicado em 27/01/2014, às 17h47

None
1277239348.jpg

Torcedores do Novoperário e Comercial denunciam a falta de meia entrada para o jogo entre as equipes, que aconteceu neste domingo (27), no estádio Morenão, em Campo Grande. O Galo venceu por 1 a 0.

De acordo com os torcedores, além da fila longa, não havia ingresso de meia entrada para a partida, descumprindo a Lei Federal 12.933/13, que assegura a estudantes e idosos o pagamento de metade do valor do ingresso.

O estudante Sérgio Montier Onça, 24, esteve no jogo, tem carteirinha de estudante, e não pôde pagar meia entrada. “Não estavam vendendo meia entrada, tentaram me explicar mas estava uma confusão pela demora na fila e eu paguei logo a inteira para entrar”, conta.

O estudante afirmou que outros torcedores que conversou também não conseguiram pagar meia. “Não estava valendo, nem a carteirinha da Hemosul, nem de estudante. Não sei por que. É um direito nosso, isso não pode acontecer”, diz.

Torcedor que preferiu não se identificar revelou que a demora na fila tinha relação com o Pantanal Cap, empresa que fechou parceria com o Novoperário. “Queriam que quem entrasse no jogo fizesse a capitalização, por isso a demora”, disse.

O ingresso custava R$ 15 e a meia R$ 7,50. A renda da partida foi de R$ 15.990, com 1039 pagantes e 338 não pagantes.

A Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS) declarou que a responsabilidade pela venda de ingressos é do clube mandante, no caso o Novoperário, e que nesse caso, não há nenhuma punição. A reportagem não conseguiu entrar em contato com o Novoperário.

Jornal Midiamax