Geral

Temporal de meia hora deixa rastro de destruição em Coxim e região

Apesar de chegar em boa hora para amenizar o calor, a forte chuva que atingiu Coxim, 243 quilômetros de Campo Grande, na tarde desta quarta-feira (1º) veio acompanhada de ventos fortes, provocando estragos em várias partes da cidade. Árvores foram arrancadas pela raiz, casas ficaram destelhadas, outdoors ficaram destruídos, entre outros prejuízos que estão sendo […]

Arquivo Publicado em 01/10/2014, às 22h58

None
149337184.jpg

Apesar de chegar em boa hora para amenizar o calor, a forte chuva que atingiu Coxim, 243 quilômetros de Campo Grande, na tarde desta quarta-feira (1º) veio acompanhada de ventos fortes, provocando estragos em várias partes da cidade.

Árvores foram arrancadas pela raiz, casas ficaram destelhadas, outdoors ficaram destruídos, entre outros prejuízos que estão sendo contabilizados. A parede de vidro de uma concessionária, localizada na avenida Virgínia Ferreira, chegou a estourar com a força do vento.

Muitas placas fixadas em fachadas de empresas foram danificadas, algumas arrancadas, como numa distribuidora de bebida também da Virgínia Ferreira. No bairro Flávio Garcia muitas árvores antigas caíram.

Uma delas atingiu o carro da funcionária pública municipal, Cleonete Xavier. O Mitsubishi Lancer, com placas de Coxim, estava estacionado na rua 11 de Abril quando foi atingido pela árvore de grande proporção. A poucos metros outra árvore também arrancada pela raiz, danificando a frente de uma residência da mesma rua.

Fios de baixa e alta tensão também foram rompidos. Um na rua Afonso Costa Campos, esquina com a Virgínia Ferreira, impedindo o funcionamento do semáforo do principal cruzamento da cidade. Nas margens da BR-163 os ventos fortes derrubaram um poste de alta tensão, deixando o 47º Batalhão de Infantaria sem energia.

Na avenida Frei Cirino João Primon um cabo também se rompeu. Um orelhão ficou destruído, na mesma avenida, com a ação do vendaval Na região da Vila Bela e Senhor Divino, os bairros mais populosos de Coxim, os moradores contabilizam muitos prejuízos em telhados, além dos móveis que molharam e foram danificados.

Entretanto, os estragos estão por todas as partes. O aposentado Dionísio Elídio Machado, de 76 anos, que o diga. A árvore da frente de sua residência, na avenida Presidente Costa e Silva, foi arrancada pela raiz, caindo em cima da casa, onde ele estava com a esposa.

Por sorte, o muro amparou a grande árvore, impedindo a destruição total do imóvel. O casal de idosos não se feriu e apresentava tranquilidade apesar do susto que passou.

Nas casas ao lado, muitas telhas foram arrancadas pelos ventos fortes. Aliás, nessa região do bairro Flávio Garcia é difícil encontrar uma rua onde os moradores não tenham contabilizado prejuízos.

Prejuízos grandes também podem ser vistos na avenida Gaspar Ries Coelho, próximo a BR-163. O barracão de um depósito de madeiras ficou totalmente destruído.

Do lado oposto da avenida, a cobertura de outro barracão foi totalmente arrancada, parando a aproximadamente 30 metros, as margens da rodovia.

O trânsito da cidade também ficou caótico nas principais avenidas, pois o temporal aconteceu no final da tarde, quando muitas pessoas deixavam o trabalho, pais buscavam filhos nas escolas, todos tendo de desviar dos galhos, em alguns casos das árvores, caídos nas vias.

A Polícia Militar registrou pelo menos um acidente. Valdirene Inácio da Silva Modesto, de 42 anos, perdeu o controle da Honda Biz, com placas de Coxim, que pilotava na avenida Gaspar Ries Coelho, derrapou e caiu. Aparentemente, ela sofreu apenas escoriações, sendo socorrida pelos próprios policiais, que a encaminharam ao Hospital Regional Álvaro Fontoura.

Valdirene derrapou ao frear para não colidir num carro que seguia em sua frente e reduziu a velocidade ao se deparar com galhos de árvore que bloqueavam, praticamente, toda a pista de rolamento de sua mão.

O prefeito de Coxim, Aluizio São José (PSB), foi visto em diversas partes da cidade. Acompanhado de assessores, o prefeito registrava os estragos e prestava assistência à população. A secretaria de Obras trabalha auxiliando os moradores.

Jornal Midiamax