Geral

Tatiana afirma que aliança entre Rede e PSB em MS não é incondicional

Coordenadora executiva do REDE-MS, a professora universitária Tatiana Ujacow reafirmou que a coordenação regional do Rede tem autonomia para encaminhar a participação no pleito eleitoral e a premissa para qualquer possibilidade de alianças é o alinhamento com a linha programática do REDE. Segundo Tatiana, o REDE-MS  faz o intercâmbio com o REDE nacional e o […]

Arquivo Publicado em 29/04/2014, às 18h15

None
1967826592.jpg

Coordenadora executiva do REDE-MS, a professora universitária Tatiana Ujacow reafirmou que a coordenação regional do Rede tem autonomia para encaminhar a participação no pleito eleitoral e a premissa para qualquer possibilidade de alianças é o alinhamento com a linha programática do REDE.

Segundo Tatiana, o REDE-MS  faz o intercâmbio com o REDE nacional e o presidente do PSB em MS, prefeito Murilo Zauith, faz o mesmo com a direção nacional do PSB. Aqui no estado, o Murilo tem nos mantido informado das conversas que mantém com representantes dos partidos que desejam integrar o projeto Mudando o Brasil, da qual faz parte também o PPS. Da mesma forma, nós repassamos ao Murilo os nossos movimentos.

 Ela salientou que a decisão sobre lançamento de candidaturas e eventual formação de uma frente estão sob o comando do prefeito de Dourados. “É assim que oficialmente o processo se encaminhará, conforme entendimento entre os representantes de Eduardo Campos e Marina Silva. “Fui informada pelo Murilo que ele foi  procurado e conversou com o deputado federal do PSDB, Reinaldo Azambuja, na última sexta-feira. Ela acrescentou que representantes do PSDB também conversaram com membros da coordenação regional do REDE.

Nesse contexto, entretanto, o REDE-MS não está necessariamente vinculado à decisão final do PSB, diz. “A aliança entre o REDE e o PSB não é incondicional”, frisa Tatiana, afirmando que o REDE-MS, conforme determina o estatuto nacional, já fez a convenção regional e as deliberações circunscritas a Mato Grosso do Sul já foram oficializadas e aceitas pelo REDE nacional.

A propósito da cogitação de seu nome pelo presidente do PSB-MS, prefeito de Dourados, Murilo Zauith, para ser candidata ao governo do Estado pelo PSB, e das manifestações de apoio a eventual candidatura, Tatiana declarou que está engajada no projeto de nova política de Marina Silva e a lembrança de seu nome é sinal de trabalho reconhecido.

“O que me move não é a busca por candidaturas, o momento é de nos esforçarmos para conscientizar a população de que a mudança na política é possível e começa com o voto limpo, ético, sem o qual será impossível a conquista de cidadania principalmente aos mais carentes, aqueles que necessitam de acesso digno à saúde, educação justiça e igualdade de oportunidades.

Jornal Midiamax