Geral

Suspeito de participação na execução de PM morreu ao trocar tiros em casa no Aero Rancho

A polícia recebeu informação de que Everton estava em uma casa na rua Taumaturgo, e, ao chegar ao local foram recebidos a tiros pelo menor

Arquivo Publicado em 08/06/2014, às 01h42

None
348281937.jpg

A polícia recebeu informação de que Everton estava em uma casa na rua Taumaturgo, e, ao chegar ao local foram recebidos a tiros pelo menor

O adolescente E.R.S., de 17 anos, morreu durante uma troca de tiros com policiais do 10º BPM, na noite deste sábado (7), no Jardim Aero Rancho em Campo Grande.

De acordo com a polícia, o jovem é suspeito de participar da morte do soldado da Polícia Militar Rony Mayckon Varoni de Moura, de 28 anos.

A polícia recebeu informação de que o adolescente estava em uma casa na rua Taumaturgo, e, ao chegar ao local foram recebidos a tiros pelo menor.

No momento houve a troca de tiros, quando o jovem foi atingido, segundo a polícia. Um revólver calibre 38, com 24 munições intactas e quatro deflagradas foram apreendidas.

O adolescente chegou a ser socorrido pela Rotac (Rondas Ostensivas Táticas e Ações de Choque), mas morreu na Santa Casa. Outra pessoa que também estaria na casa conseguiu fugir, segundo a PM.

O suspeito tinha duas passagens por porte ilegal de arma, três por tráfico, duas por lesão corporal, uma por ameaça e outra por desacato. O adolescente havia acabado de cumprir pena por tráfico no mês passado.

O assassinato aconteceu na rotatória do Indubrasil. Rony estava em um veículo Saveiro, quando foi surpreendido por dois homens numa moto, que teriam chegado atirando. Rony estava com um colega, cabo da PM, que não foi ferido. Ambos estavam com um malote com R$ 20 mil, de propriedade de uma empresa de refrigerante.

Jornal Midiamax