Geral

SP: Antes de morrer em assalto, vítima desabafou: “Hoje em dia, a gente não pode ter nada”

O técnico de telecomunicações Paulo Roberto Spinosa Barroso, de 32 anos, foi assassinado por volta de 0h30 desta terça-feira (7), em frente da sua casa, no Parque Independência, na zona sul de São Paulo, depois de uma tentativa de roubo. Barroso voltava de um evento com seu carro, quando foi abordado por criminosos que anunciaram […]

Arquivo Publicado em 08/01/2014, às 13h06

None
1739863794.jpg

O técnico de telecomunicações Paulo Roberto Spinosa Barroso, de 32 anos, foi assassinado por volta de 0h30 desta terça-feira (7), em frente da sua casa, no Parque Independência, na zona sul de São Paulo, depois de uma tentativa de roubo.


Barroso voltava de um evento com seu carro, quando foi abordado por criminosos que anunciaram o assalto. Os bandidos, segundo a família do operador, queriam a motocicleta do rapaz, que estava estacionada na garagem da casa.


Como não estava com as chaves, ele pediu calma aos criminosos, mas mesmo assim foi baleado nas costas. Barroso, mais velho entre três filhos, morava com os pais e os irmãos.


A vítima chegou a ser socorrida pelos familiares para o Hospital M´Boi Mirim. De acordo com o irmão, Barroso estava consciente e se mostrou indignado com a situação em conversa com a mãe.


“Hoje em dia a gente não pode ter nada, pois vem alguém e te leva.”


Apesar de estar ciente de tudo o que acontecia, o operador não resistiu aos ferimentos e morreu.


De acordo com a Polícia Militar, agentes foram acionados por vizinhos que viram Barroso sendo abordado por quatro criminosos em duas motocicletas e depois ouviram disparos de arma de fogo. Quando os PMs chegaram ao local, a vítima já havia sido socorrida e encaminhada para o hospital.


Os agentes ainda fizeram rondas pela região, mas não localizaram os suspeitos, que também não foram identificados. O caso foi registrado no 100º Distrito Policial, do Jardim Herculano, como latrocínio — roubo seguido de morte.


O corpo do operador será enterrado às 13h desta quarta-feira (8) no Cemitério Parque dos Ipês, em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo. Barroso estava noivo havia três anos e tinha um filho de 11 anos.

Jornal Midiamax