Geral

Soldados da PM protestam em frente da ACS por mais vagas para promoção a cabo

Os soldados da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros se mobilizaram na tarde desta terça-feira (8), na Associação de Cabos e Soldados (ACS) para definir estratégias para solicitar do Governo do Estado o aumento do número de vagas no curso de formação de cabos. Os soldados reclamam que por uma lei de 2013, ficou […]

Arquivo Publicado em 08/04/2014, às 20h17

None
1728855394.jpg

Os soldados da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros se mobilizaram na tarde desta terça-feira (8), na Associação de Cabos e Soldados (ACS) para definir estratégias para solicitar do Governo do Estado o aumento do número de vagas no curso de formação de cabos.


Os soldados reclamam que por uma lei de 2013, ficou definido que a promoção de soldados para cabos se daria na proporção de 60% por antiguidade e 40% por merecimento. Porém, as turmas de soldados que entraram em 2003 e 2004, já preenchem o requisito para serem promovidos a cabos, isto é, mais de oito anos na corporação. O problema para os soldados, é que o número de vagas para o curso é bem menor do que a quantidade de soldados que já estão há mais de oito anos na corporação.


De acordo com o presidente da ACS, Edmar Soares da Silva, foi realizada uma audiência com o governador André Puccinelli, na última sexta-feira (4) para solicitar o aumento no número de vagas no curso para cabos.  “O governador recebeu e acenou a possibilidade de aumento. Ele já determinou que a equipe técnica faça um levantamento para verificar a possibilidade”, defende.

Atualmente há 486 soldados preenchendo os pré-requisitos para a realização do curso e apenas cerca de 200 vagas confirmadas e outras 90 com a possibilidade de serem abertas. A expectativa dos soldados é de que sejam abertas duas turmas, para que todos possam fazer o curso. Na próxima sexta-feira, o presidente da associação deve se encontrar novamente como o governador.

Jornal Midiamax