Geral

Shimabukuro vai a Olarte pedir aumento de salário para engenheiros da Prefeitura

O vereador Edson Shimabukuro (PTB), na condição de presidente do Sindicato dos Engenheiros, vai pedir ao prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte, um aumento salarial à categoria. Segundo o parlamentar, o piso pago pelo município a um profissional desta área está abaixo da metade do praticado no mercado. Além do vereador, representantes dos sindicatos dos […]

Arquivo Publicado em 20/03/2014, às 11h29

None
1345985895.jpg

O vereador Edson Shimabukuro (PTB), na condição de presidente do Sindicato dos Engenheiros, vai pedir ao prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte, um aumento salarial à categoria. Segundo o parlamentar, o piso pago pelo município a um profissional desta área está abaixo da metade do praticado no mercado.

Além do vereador, representantes dos sindicatos dos arquitetos e tecnólogos também aguardam reunião com o prefeito, no Paço Municipal, na manhã desta quinta-feira. Ao todo, segundo Shimabukuro, a Prefeitura emprega 105 profissionais destas áreas.

Pelos cálculos do vereador, a readequação salarial das categorias geraria impacto de 0,88% à folha de pagamentos do Executivo. O piso atual na Prefeitura é de R$ 2,4 mil, enquanto o salário-base no mercado é de R$ 6,5 mil.

O secretário municipal de Infraestrutura, Semy Ferraz, concorda que os salários pagos pela Prefeitura para estes profissionais estão desatualizados. No entanto, salienta, a decisão sobre qualquer mudança cabe somente ao prefeito.

O também engenheiro Semy Ferraz diz que é importante fazer a readequação salarial, até porque a Prefeitura executa muitos projetos e precisa de profissionais neste setor. Atualmente, diz o secretário, são mais de 250 frentes de obras na cidade, fazendo com que alguns engenheiros fiquem responsáveis por até 20 delas cada um. “Já temos um quadro pequeno de funcionários, e o salário não está atrativo”, pondera.

Jornal Midiamax