Geral

Sete milhões morreram por contaminação do ar em 2012, diz OMS

Ao menos sete milhões de pessoas morreram em 2012 devido à contaminação do ar, revela um estudo publicado nesta segunda-feira pela Organização Mundial de Saúde (OMS). “Globalmente, mais de sete milhões de mortes são devidas aos efeitos da contaminação do ar exterior e doméstico, e as regiões da Ásia e do Pacífico são as mais […]

Arquivo Publicado em 24/03/2014, às 23h17

None

Ao menos sete milhões de pessoas morreram em 2012 devido à contaminação do ar, revela um estudo publicado nesta segunda-feira pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

“Globalmente, mais de sete milhões de mortes são devidas aos efeitos da contaminação do ar exterior e doméstico, e as regiões da Ásia e do Pacífico são as mais afetadas”, com 5,9 milhões de vítimas mortais, informou a OMS.

Os números estão em franco crescimento se comparados ao estudo anterior, feito em 2008, graças a uma mudança na metodologia. Os resultados são “chocantes e bem mais preocupantes”, afirmou María Neira, diretora do departamento de saúde pública da OMS.

“A contaminação do ar é, agora, o fator ambiental mais importante sobre a saúde e todo mundo é afetado, tanto os países ricos como os países mais pobres”, acrescentou.

Em 2012, 3,7 milhões de pessoas morreram em decorrência dos efeitos da contaminação externa e 4,3 milhões devido ao ar doméstico – fumaça e emissões dos aparatos de cozinha, aquecidos com madeira e carvão, ou os sistemas de calefação.

No estudo anterior, realizado em 2008, a OMS contabilizou 3,2 milhões de mortos por causa da contaminação do ar, dos quais 1,3 milhão foram consequência da contaminação externa e 1,9 milhão da contaminação doméstica.

Jornal Midiamax