Geral

Segundo acusado de furtar R$ 5 mil em produtos do Hospital Regional presta depoimento

Prestou depoimento na manhã desta segunda-feira (27) um dos suspeitos de tentarem furtar mais de R$ 5 mil reais em produtos hospitalares do Hospital Regional Rosa Pedrossian. Elias Domingos da Silva, 33 anos, compareceu na 5ª Delegacia de Polícia de Campo Grande, prestou depoimento e foi liberado em seguida. Acompanhado do advogado, Ijosey Bastos Soares, […]

Arquivo Publicado em 27/01/2014, às 14h28

None
1172414387.jpg

Prestou depoimento na manhã desta segunda-feira (27) um dos suspeitos de tentarem furtar mais de R$ 5 mil reais em produtos hospitalares do Hospital Regional Rosa Pedrossian. Elias Domingos da Silva, 33 anos, compareceu na 5ª Delegacia de Polícia de Campo Grande, prestou depoimento e foi liberado em seguida.

Acompanhado do advogado, Ijosey Bastos Soares, Elias se apresentou para prestar depoimento e afirmou não ser agiota, como foi acusado por seu suposto companheiro. O outro suspeito de participar do golpe, Antônio César Ortega, 46 anos, foi preso pela Polícia Militar do dia 23.

Negando ter envolvimento com o crime, Elias afirmou que só vai comentar sobre o caso em juízo. “Se eu sou agiota, eles têm à disposição meu extrato bancário. Alguém aqui já viu agiota sem dinheiro?”, questiona o suspeito.

De acordo com o delegado titular do 5º DP, Jairo Carlos Mendes, a investigação ainda não está concluída, mas ambos estão sendo acusado de peculato, com pena de 2 a 12 anos de prisão.

“Ainda estamos investigando a participação de outras pessoas. Como por exemplo, o dono do carro pego com o material furtado. Esse carro é de Elias, mas está no nome de outra pessoa, que será convocada para prestar depoimento”, explica Jairo.

Suspeitas do hospital

De acordo com Rodrigo Aquino, o diretor do hospital, já havia uma suspeita sobre o funcionário e por isso, a equipe de segurança e administração começou a realizar monitoramento dentro do hospital, e nas entradas e saída dos veículos.

Ainda conforme Aquino, o monitoramento também foi reforçado por conta dos casos de furtos de veículos no ano passado no hospital. “Existem as suspeitas de que eles possam ter cometido outros roubos, levantada pelo próprio diretor do hospital”, fala o delegado Jairo.

O caso

No fim da tarde do dia 23, quando o funcionário estava saindo com o carro do Hospital Regional, os seguranças perceberam que havia produtos suspeitos no carro e fecharam as guaritas.

Silva tentou fugir pela contramão, posteriormente subiu em um canteiro e estourou o pneu do veículo que conduzia.  Ele abandonou o carro e fugiu a pé.

Jornal Midiamax