Secretário acusado de usar carro oficial para ir às aulas será investigado por uma sindicância

O secretário estadual da Juventude, Jaber Cândido, vai ser investigado por uma comissão que será designada pelo governo do Estado de Mato Grosso do Sul. Ele foi acusado por universitários de usar um carro oficial, Hyundai I30 preto, de placas NQE-7772, para frequentar as aulas de uma universidade particular de Campo Grande. De acordo com […]
| 18/08/2014
- 15:15
Secretário acusado de usar carro oficial para ir às aulas será investigado por uma sindicância

O secretário estadual da Juventude, Jaber Cândido, vai ser investigado por uma comissão que será designada pelo governo do Estado de Mato Grosso do Sul. Ele foi acusado por universitários de usar um carro oficial, Hyundai I30 preto, de placas NQE-7772, para frequentar as aulas de uma universidade particular de Campo Grande.

De acordo com a assessoria de imprensa do governo estadual, ainda não há detalhes de quantas e quais pessoas irão compor essa comissão investigadora.

A assessoria informou, ainda, que as investigações serão conduzidas de acordo com o estatuto do servidor público.

Por outro lado, a Governadoria do Estado afirma que, por enquanto, não vai se manifestar sobre o caso. “Vamos aguardar a conclusão das investigações para poder emitir uma opinião”, salienta um assessor.

Segundo apurou a reportagem, o veículo usado pelo secretário é acautelado ao Estado, isto é, foi apreendido porque era usado no tráfico de drogas e repassado para o uso do poder público.

O governo estadual também prometeu divulgar uma lista desses carros acautelados e utilizados pelo poder público. Esse levantamento já estaria sendo feito, segundo a assessoria.

A denúncia

Diversos universitários enviaram fotos denunciando o secretário da Juventude. O carro oficial aparece no estacionamento da Unaes (Centro Universitário de Campo Grande). Embora os alunos afirmem que Jaber use o carro todos os dias para ir às aulas, o secretário rebate as acusações dizendo que usou o veículo apenas nesse dia em que as fotos foram tiradas.

Segundo ele, havia uma reunião oficial para tratar de um convênio, entre a Secretaria de Juventude e a Universidade, cujo objetivo é levar os universitários para os bairros da Capital onde seria dada uma consultoria jurídica, bem como assistência social às pessoas necessitadas.

Por outro lado, a Unaes divulgou uma nota afirmando que houve apenas uma conversa de corredor e não há nem mesmo uma ata de reunião assinada.

Veja também

Fenômeno foi constatado na galáxia Grande Nuvem de Magalhães

Últimas notícias