Geral

Ricardo Goulart faz três, Cruzeiro bate chilenos e vence a 1ª na Libertadores

Na primeira partida diante da torcida na Libertadores, o Cruzeiro fez valer o ótimo retrospecto no Mineirão pela competição continental. A equipe celeste venceu a Universidad de Chile, por 5 a 1, nesta terça-feira, e se reabilitou da derrota na estreia, para o Real Garcilaso, no Peru. Sem dar chance ao adversário, o Cruzeiro decidiu […]

Arquivo Publicado em 25/02/2014, às 21h32

None

Na primeira partida diante da torcida na Libertadores, o Cruzeiro fez valer o ótimo retrospecto no Mineirão pela competição continental. A equipe celeste venceu a Universidad de Chile, por 5 a 1, nesta terça-feira, e se reabilitou da derrota na estreia, para o Real Garcilaso, no Peru.

Sem dar chance ao adversário, o Cruzeiro decidiu a partida ainda no primeiro tempo ao abrir 3 a 0, com dois gols de Ricardo Goulart e outro de Dagoberto. Na etapa final, Lorenzetti diminuiu para a equipe chilena, mas o dia era de Goulart, que fez o terceiro no final, e Willian selou a goleada celeste ao marcar o quinto.

Com os três primeiros pontos, o time celeste assumiu a liderança do grupo 5 por ter saldo de gols maior. Na terceira rodada, o Cruzeiro encara o Defensor Sporting, no dia 11 de março, fora de casa. No mesmo dia, a Universidad encara o Real Garcilaso.

A vitória diante da torcida confirmou a força da equipe no Mineirão pela Libertadores. O time mineiro conquistou a 47ª vitória em 58 jogos no estádio pelo torneio internacional, além de empatar seis vezes e sofrer cinco derrotas.

Com o triunfo, o Cruzeiro reabilitou-se da derrota para o Real Garcilaso, por 2 a 1, na altitude no Peru, em partida marcada pelas manifestações racistas de torcedores peruanos contra o volante Tinga. A Conmebol analisa o incidente e pode punir o clube peruano.

O Cruzeiro dominou o primeiro tempo, mas só embalou na segunda metade. Embora tivesse criado oportunidades, a equipe comandada por Marcelo Oliveira não era tão consistente no ataque. O cenário mudou a partir dos 33min, quando Ricardo Goulart abriu o placar. Depois de cruzamento rasteiro de Dagoberto, o meia-atacante mandou no canto direito.

Cinco minutos depois, Ricardo Goulart cruzou da direita e Dagoberto completou de peito para o fundo do gol. A equipe mineira manteve o ritmo e chegou ao terceiro aos 42min. Everton Ribeiro cobrou escanteio da esquerda, Bruno Rodrigo desviou de cabeça e Goulart, na segunda trave, ampliou o placar.

Em vantagem, o Cruzeiro diminuiu o ritmo no segundo tempo. A Universidad de Chile descontou aos 20min. Lorenzetti recebeu na área e encobriu o goleiro Fábio, que nada pôde fazer. A equipe chilena ainda tentou manter a reação, mas o time celeste administrou o resultado e voltou a marcar aos 39min, novamente com Ricardo Goulart, o nome do jogo, e com Willian.

Jornal Midiamax