Geral

Requião é o senador que mais saiu do País em missão oficial no ano passado

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) é o recordista em viagens internacionais pagas pelo Senado em 2013. Ele saiu 12 vezes do País em missão oficial e gastou R$ 52.172 em diárias no exterior no ano passado. Polônia, Suécia e Lituânia foram alguns dos destinos do senador. Os países vizinhos Paraguai, Uruguai, Colômbia e Argentina também […]

Arquivo Publicado em 24/02/2014, às 12h09

None

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) é o recordista em viagens internacionais pagas pelo Senado em 2013. Ele saiu 12 vezes do País em missão oficial e gastou R$ 52.172 em diárias no exterior no ano passado.


Polônia, Suécia e Lituânia foram alguns dos destinos do senador. Os países vizinhos Paraguai, Uruguai, Colômbia e Argentina também receberam a visita oficial de Requião.


Na Polônia, ele passou 12 dias em fevereiro do ano passado e gastou R$ 10 mil em diárias internacionais.


Em junho de 2013, ele ficou sete dias na Colômbia, com cerca de R$ 5.400 do Senado, para participar de um encontro internacional em Medellín.


Um mês depois, Requião foi para Lituânia e recebeu seis diárias internacionais do Senado no valor total de R$ 5.800. O senador embarcou para participar de reuniões das comissões parlamentares da Eurolat – assembleia que reúne os parlamentos da Europa e dos países da América Latina.


De acordo com a assessoria do senador, Requião era, no ano passado, presidente da representação brasileira no Parlasul (Parlamento do Mercosul) e por isso participou de várias reuniões da associação.


O senador também explica que é presidente da Comissão de Desenvolvimento Sustentável da Eurolat e viajou representando o Brasil nas reuniões do grupo.


A assessoria do parlamentar informou ainda que, este ano Requião é vice-presidente do Parlasul, indicando que o senador deve continuar viajando para participar das reuniões fora do País.

Ana Amélia


A senadora Ana Amélia (PP-RS) está em segundo lugar no ranking dos que mais viajaram. De acordo com informações do Portal da Transparência, ela saiu do País nove vezes em 2013 e gastou R$ 27.866 em diárias internacionais.


Entre os destinos da senadora estão Suíça, Estados Unidos, Equador e Uruguai. Em outubro do ano passado, Ana Amélia recebeu cerca de R$ 4.700 por cinco diárias na cidade suíça de Genebra.


De acordo com a ordem de pagamento, ele foi até à Europa participar da 129ª Assembleia da UIP (União Interparlamentar).


No Portal da Transparência, consta ainda que a senadora passou cinco dias no Chile em maio de 2013, para participar de reuniões com parlamentares. Para arcar com os custos da viagem, ela recebeu R$ 3.641 do Senado.


No entanto, a assessoria de Ana Amélia informou que a senadora devolveu o dinheiro porque desistiu da viagem. Apesar de pedir a autorização e receber as diárias, ela não embarcou.


porque preferiu participar da votação de um projeto na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, que foi marcada para a mesma data.


A senadora informa ainda que a viagem está duplicada no sistema do Senado e, por isso, alega que os gastos foram menores.


De acordo com a assessoria de Ana Amélia, ela saiu do País sete vezes e gastou R$ 20.584 em diárias internacionais ao longo de 2013.


As viagens, segundo a senadora, foram para participar de reuniões da UIP e do Parlasul. Segundo a assessoria de Ana Amélia, ela é integrante do conselho diretor da União Interparlamentar e por isso precisa estar presente nos encontros.


Além disso, a parlamentar compõe a presidência da representação brasileira do Parlasul.

Gastos maiores


O Senado Federal gastou R$ 423.084,26 com diárias internacionais para senadores que fizeram viagens oficiais em 2013, de acordo com dados do Portal da Transparência da Casa. O valor é 41% maior que o registrado no ano anterior, quando as despesas somaram R$ 298.263,75.


Para viajar às custas do Senado, o parlamentar precisa apresentar o pedido com 10 dias úteis de antecedência.


Isso porque, a solicitação precisa ser analisada pela Mesa Diretora do Senado, juntamente com o formulário de concessão de diárias que o senador precisa apresentar para justificar os gastos.


Se a viagem for autorizada, o dinheiro é transferido para o senador antes dele embarcar para a missão oficial. Há casos também em que o parlamentar arca com os custos e depois é ressarcido, se apresentar comprovantes de justificativa para as despesas extras.

Jornal Midiamax