Geral

Reino Unido proíbe anúncio de apostas sobre caso Pistorius

As autoridades que regulam a publicidade no Reino Unido determinaram que a agência de apostas Paddy Power tire do ar um anúncio referindo-se ao velocista sul-africano Oscar Pistorius, julgado pela morte da namorada, a modelo Reeva Steenkamp. A peça publicitária ironiza a entrega do Oscar, prêmio máximo do cinema nos Estados Unidos, cuja cerimônia de […]

Arquivo Publicado em 06/03/2014, às 14h49

None

As autoridades que regulam a publicidade no Reino Unido determinaram que a agência de apostas Paddy Power tire do ar um anúncio referindo-se ao velocista sul-africano Oscar Pistorius, julgado pela morte da namorada, a modelo Reeva Steenkamp. A peça publicitária ironiza a entrega do Oscar, prêmio máximo do cinema nos Estados Unidos, cuja cerimônia de 2013 foi realizada no último final de semana.


Com a coincidência de datas entre o prêmio cinematográfico e o julgamento de Pistorius, a Paddy Power passou a veicular uma propaganda com os dizeres “é hora do Oscar”, na qual a estatueta apresenta as feições do atleta paraolímpico. “Dinheiro de volta se ele andar. Ressarciremos todas as apostas perdidas no julgamento de Oscar Pistorius caso ele seja inocentado”, completa o propaganda.


Segundo o jornal britânico The Guardian, a publicidade foi tirada do ar após uma onda de protestos entre os britânicos – tornando-se, segundo a publicação, “a campanha mais criticada de todos os tempos”. A Advertising Standards Authority (ASA) recebeu mais de 5 mil reclamações sobre a ação, que também é alvo de uma petição online – mais de 120 mil assinaturas pediram a suspensão do anúncio.


“Consideramos que o anúncio pode ser prejudicial para o público geral”, diz a ASA em comunicado. “Estamos ainda preocupados com a boa reputação da indústria da publicidade, que pode ser lesada pela publicação contínua deste tipo de ação”, completou a entidade, que determinou o veto da propaganda até o fim das investigações referentes a ela.

Jornal Midiamax