Geral

REBELIÃO: Prefeito de Maracaju manda ônibus para Campo Grande para buscar Choque

Os militares são esperados pelas autoridades para conter os ânimos dos rebelados, assim como os policiais de Dourados e do DOF (Departamento de Operações de Fronteira)

Arquivo Publicado em 08/06/2014, às 15h14

None
1926610509.jpg

Os militares são esperados pelas autoridades para conter os ânimos dos rebelados, assim como os policiais de Dourados e do DOF (Departamento de Operações de Fronteira)

Por causa de uma rebelião iniciada na manhã deste domingo (8) no Presídio de Maracaju, o prefeito da cidade, Maurílio Ferreira Azambuja, mandou um ônibus para Campo Grande pra buscar policiais do BPChoque (Batalhão de Policiamento de Choque) para conter os ânimos dos detentos.

A princípio a informação é que os militares não teriam viaturas suficientes para irem a cidade de Maracaju, por conta do acidente ocorrido na BR-267, envolvendo um veículo do grupamento, e que outras estariam empenhadas na fuga dos jovens e ‘baixada’ para manutenção.

De acordo com o site Tudo do MS, pelo menos 64 presos se rebelaram na manhã de hoje e há possibilidade de refém pelo local. A Rua Melanio Garcia Barbosa, que dá acesso à penitenciária está interditada por causa do risco.

Equipes de Campo Grande, Dourados e DOF (Departamento de Operações de Fronteira) estão sendo esperadas. Além disso, o Corpo de Bombeiros foi acionado para conter as chamas que há pelo local, pois os internos teriam queimado colchões.

Jornal Midiamax