Geral

Rapaz pede socorro em condomínio depois de ser feito refém e ter caminhonete roubada

Na noite de terça-feira (5), um rapaz, de 25 anos, foi vítima de assalto à mão armada quando transitava nas proximidades da Universidade Anhanguera-Uniderp, na Vila Antônio Vendas. De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela vítima, ela estava na caminhonete S10, prata, placa GVT-4063, de Catanduva (SP), quando parou o veículo e um […]

Arquivo Publicado em 06/08/2014, às 10h40

None


De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela vítima, ela estava na caminhonete S10, prata, placa GVT-4063, de Catanduva (SP), quando parou o veículo e um rapaz entrou e sentou no banco do passageiro, apontando uma arma para o motorista. O assaltante ordenou que a vítima continuasse dirigindo e fosse para a região central da cidade.

Em certo momento, o rapaz disse para o motorista parar a caminhonete e mais dois homens entraram no veículo, no banco de trás. A vítima foi levada para uma casa, que não soube informar o endereço, e os assaltantes ordenaram que ele descesse e foi encaminhado para um cômodo escuro.

A vítima percebeu que dois dos rapazes saíram da casa e um ainda ficou com ela no cômodo, dizendo para ficar quieta e tranquila. Algum tempo depois, o rapaz saiu do quarto, deixando a vítima sozinha. Quando percebeu que já estava sozinho na casa, o dono da caminhonete saiu andando até chegar um residencial.

O rapaz conversou com o porteiro, que chamou a Polícia Militar. Os policiais levaram a vítima para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da região central de Campo Grande, para registrar o ocorrido. Segundo a vítima, os três assaltantes eram morenos e o que estava armado tinha uma tatuagem de cruz no braço direito.

O caso foi registrado como roubo majorado pelo emprego de arma.



Jornal Midiamax