Geral

“Quebra de acordo” faz lideranças indígenas invadirem prédio da Sesai na Capital

Pelo menos 50 representante de diversas aldeias indígenas estão reunidos no prédio da Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena), localizada na Via Park, em Campo Grande. Eles invadiram o local desde o início da semana e reivindicam diversos acordos que não foram cumpridos.  No local há representantes das aldeias de Miranda, Aquidauana, Dourados, Dois Irmãos […]

Arquivo Publicado em 26/03/2014, às 16h02

None
1781596350.jpg

Pelo menos 50 representante de diversas aldeias indígenas estão reunidos no prédio da Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena), localizada na Via Park, em Campo Grande. Eles invadiram o local desde o início da semana e reivindicam diversos acordos que não foram cumpridos. 

No local há representantes das aldeias de Miranda, Aquidauana, Dourados, Dois Irmãos do Buriti, Nioaque, Sidrolândia e Amambaí. Um deles é Élcio Terena, que é o porta voz, dos manifestantes. 
Ele revelou à equipe do Midiamax que, a motivação da invasão foi uma “quebra de acordo”. “Em outubro do ano passado, a gente – as lideranças, o MPF (Ministério Público Federal), e os representantes da Sesai e do secretário Nacional de Saúde nos reunimos para falar sobre a precariedade nas aldeias. Uma série de reivindicações foram colocadas no papel, entretanto ficaram só no papel”, diz. 
Élcio enfatiza que algumas das reivindicações era que as aldeias tivessem remédios, médicos e atendimento com salubridade. 
“Agora nossa reivindicação é outra. Queremos a exoneração imediata da coordenadora do DSEI (Departamento da Secretaria Especial de Saúde Indígena ), Eliete Domingues, e uma visita do Ministro da Saúde aqui no Estado, para ele ver de perto o que está acontecendo”, frisa. 
Ele revelou que mais lideranças estão chegando no prédio da Sesai e que não há prazo deles desocuparem o local.
Jornal Midiamax