Geral

Protesto contra a agressão a Giovanna mobiliza familiares e ganha adesão

O protesto feito por familiares de Giovanna Nantes, de 19 anos, que supostamente teria sido agredida pelo namorado na virada do ano, reuniu seus familiares e parentes de outras vítimas de agressões. Segundo o tio de Giovanna, Leandro Roberto de Oliveira de 40 anos. O manifesto foi para pedir justiça no caso de sua sobrinha […]

Arquivo Publicado em 07/01/2014, às 14h46

None
1263580411.jpg

O protesto feito por familiares de Giovanna Nantes, de 19 anos, que supostamente teria sido agredida pelo namorado na virada do ano, reuniu seus familiares e parentes de outras vítimas de agressões.

Segundo o tio de Giovanna, Leandro Roberto de Oliveira de 40 anos. O manifesto foi para pedir justiça no caso de sua sobrinha e também alertar as pessoas quanto à violência que aumenta a cada dia.

Sobre o envolvimento do namorado dela, Matheus George Tannous, Leandro espera que tudo fique devidamente comprovado. “Eu nunca aprovei o relacionamento deles pois sentia que existia alguma coisa estranha nele. Não gosta de trabalhar, de estudar, de lutar pelas coisas da vida. Sempre foi muito quieto mas dava para ver que ele sentia ciúmes da Giovanna”, afirmou.

Quanto ao argumento dos advogados de Matheus, de que ele estaria com problemas psicológicos, Leandro afirma não acreditar. “Ele nunca demonstrou qualquer desvio de comportamento. Já almoçou algumas vezes em casa e sempre demonstrou ser calmo, pensava para falar. Quem tem problemas psicológicos na age desta forma”, avalia.

Um primo de Giovanna, menor de 17 anos, ironizou a alegação de Matheus, que Giovanna teria caído e sofrido as lesões. “Só se ela tivesse caído da escadaria do Cristo Redentor para sofrer aqueles ferimentos”, afirmou.

Solidariedade

Familiares da professora Zilca Fernandes Marques, assassinada pelo então companheiro com 11 facadas em agosto de 2013, também participaram do protesto.

Eny Escobar Fernandes, professora aposentada e mãe de Zilca, afirmou que espera que a justiça seja feita. “Eu espero que esse cafajeste pague por isto que fez. Que ele vá para a cadeia”, afirmou.

Jornal Midiamax