Geral

Projetos aprovados pelo FIC são divulgados pela Fundação de Cultura

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul publicou nesta segunda-feira (11), no Diário Oficial, a relação de projetos selecionados no edital de segundo semestre do FIC (Fundo de Investimentos Culturais). Foram aprovados 52 projetos. Juntos eles receberão investimentos de R$ 2 milhões, aplicados diretamente nas áreas da literatura, artesanato, artes cênicas, música, folclore, […]

Arquivo Publicado em 11/08/2014, às 17h43

None

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul publicou nesta segunda-feira (11), no Diário Oficial, a relação de projetos selecionados no edital de segundo semestre do FIC (Fundo de Investimentos Culturais).

Foram aprovados 52 projetos. Juntos eles receberão investimentos de R$ 2 milhões, aplicados diretamente nas áreas da literatura, artesanato, artes cênicas, música, folclore, formação cultural, audiovisual e artes plásticas de todas as regiões do Estado.

O segundo edital do FIC deste ano ajudou a elevar em 67% os investimentos feitos pelo governo do Estado em relação ao ano anterior. Em 2013 foram aplicados R$ 3 milhões. Desta vez, somados os dois editais, serão investidos R$ 5 milhões na cultura e na arte sul-mato-grossense.

Em 2013, também em duas etapas, o Fundo aplicou R$ 3 milhões na produção cultural, que por sua vez já foi o dobro do que foi investido em 2012. Na primeira, no início do ano, destinou R$ 2 milhões a 67 projetos. No segundo edital foram contempladas 40 ações com R$ 1 milhão.

Já em dezembro foi publicado o primeiro edital do FIC 2014, que habilitou 80 projetos dentre 237 inscritos, aplicando R$ 3 milhões em ações oriundas de 20 municípios. Com os 52 novos projetos aprovados este mês – e que receberão mais R$ 2 milhões – o Estado revela um crescimento significativo e constante no financiamento cultural nos últimos três anos.

“A ampliação do investimento na produção e formação cultural pelo governo do Estado garante aos produtores culturais novas possibilidades para a realização de seus projetos e, consequentemente, ainda mais acesso da população ao rico trabalho feito por artistas sul-mato-grossenses”, analisa Américo Calheiros, presidente da Fundação de Cultura.

O objetivo do Fundo de Investimentos Culturais é contemplar a produção cultural sul-mato-grossense em suas mais diversas manifestações, priorizando a circulação por todas as regiões do Estado como forma de ampliar o acesso do público e estimular a formação de novas plateias.

Jornal Midiamax