Geral

Presença de Ronaldo causa furor entre integrantes da Gaviões da Fiel

A Gaviões da Fiel, segunda escola a desfilar neste sábado (1º) no Anhembi, em São Paulo, levou para a avenida a história de um dos seus maiores ídolos, o ex-jogador Ronaldo Nazário de Lima. Chorando, o craque agradeceu diversas vezes pela recepção do público e acenou o tempo todo. Mas a presença do ex-atacante no […]

Arquivo Publicado em 02/03/2014, às 12h04

None

A Gaviões da Fiel, segunda escola a desfilar neste sábado (1º) no Anhembi, em São Paulo, levou para a avenida a história de um dos seus maiores ídolos, o ex-jogador Ronaldo Nazário de Lima. Chorando, o craque agradeceu diversas vezes pela recepção do público e acenou o tempo todo. Mas a presença do ex-atacante no último carro causou furor entre os próprios integrantes da escola e quase atrapalhou a evolução da agremiação.


Os componentes que já haviam desfilado se aglomeraram na dispersão do Anhembi para esperar pelo Fenômeno, gerando uma tensão entre a equipe da organização, que tentava abrir caminho para a chegada do carro alegórico onde estava Ronaldo. Com celulares nas mãos, centenas de pessoas se amontoaram para conseguir uma imagem do homenageado.


“Esse energia do povo é o meu combustível”, disse ele após o desfile, em entrevista à TV Globo. Ronaldo só conseguiu chegar ao estúdio da emissora com a ajuda de uma empilhadeira, que o fez passar por cima da multidão.


Com um terno dourado, Ronaldo desfilou ao lado do filho Ronald (fruto do casamento com Milene Domingues), da noiva, Paula Morais, e dos pais, Nélio e Sonia. O ex-jogador e a namorada protagonizaram momentos de carinho durante todo o desfile, trocando beijos e abraços do alto do carro. Atrás de Ronaldo, fotos do ex-atacante eram exibidas em um telão.

Musas da escola


Sabrina Sato, madrinha da bateria, também causou comoção na avenida. Assim que se aproximou da dispersão, a musa foi cercada por assessores e policiais para não “sumir” entre os foliões. Apesar de ser um dos destaques da escola, Sabrina foi pouco mostrada pelas câmeras da Rede Globo –atualmente ela é contratada da TV Record.


A atriz Thayla Ayala também se destacou como musa da ala das crianças. Vestida de deusa da vitória, ela representou a fama de craque que rendeu ao garoto de Bento Ribeiro, no Rio de Janeiro, o apelido de Fenômeno.


“O desfile foi maravilhoso. Ainda nem acredito que acabou. Queria mais. Ainda estou empolgada. Só estou sentindo a alegria. A fantasia é pesada, mas ali na hora não senti nada. Parecia que estava flutuando”, disse Thayla ao UOL.


O carro logo atrás de Thayla levou a representação de um batismo do novo nome e uma estátua da deusa da vitória. As irmãs Minerato, Ana Paula e Tati, também estavam entre as beldades da escola.

Passarinho Ronaldo


O carnavalesco Zilkson Reis optou por contar a história do ex-jogador em ordem cronológica, cantando sobre um “menino passarinho” que bateu asas e voou. A abertura foi dedicada à infância e aos sonhos de Ronaldo no Rio de Janeiro. A alegoria mostra o garoto sendo abençoado.


A comissão de frente mostrou gaviões de várias cores representando as fases da vida do ex-jogador. A saída do Rio de Janeiro para Minas Gerais, onde jogou no Cruzeiro, e de lá para a Europa entraram no segundo setor. O carnavalesco não mencionou nenhum dos times em que Ronaldo passou, mas falou das cidades onde ele morou. Uma delas foi Barcelona, representada na ala Magia Catalã. A catedral A Sagrada Família, de Gaudí, estava nas fantasias dos integrantes.


O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Gi e Bozó, também formam um casal na vida real, casado recentemente. A quarta alegoria foi uma fênix em referência à capacidade de superação de Ronaldo após às lesões nos joelhos que ameaçaram sua carreira.


A Gaviões encerrou o desfile mostrando a nova fase de Ronaldo como empresário. O último carro representou o império R-9, a agência de marketing esportivo e publicidade do ex-jogador.

Jornal Midiamax