Geral

Prefeitura ainda não sabe para onde levará o lixo produzido em Campo Grande

A Prefeitura de Campo Grande ainda não sabe para onde vai levar as quase 800 toneladas de lixo produzidas diariamente na cidade. Na sexta-feira (30), Justiça mandou fechar o chamado lixão da cidade, na região do Dom Antônio Barbosa. O prefeito, Gilmar Olarte, disse neste sábado (31), durante lançamento de torneio esportivo, que ainda não […]

Arquivo Publicado em 31/05/2014, às 21h50

None
266770151.jpg

A Prefeitura de Campo Grande ainda não sabe para onde vai levar as quase 800 toneladas de lixo produzidas diariamente na cidade. Na sexta-feira (30), Justiça mandou fechar o chamado lixão da cidade, na região do Dom Antônio Barbosa.

O prefeito, Gilmar Olarte, disse neste sábado (31), durante lançamento de torneio esportivo, que ainda não teve acesso à ordem judicial. Somente na próxima semana, ou seja, a partir do dia 2, segunda-feira, é que serão avaliadas as medidas acerca do assunto.

“O que eu sei é o que a imprensa está me passando: que há uma decisão judicial, a qual ainda não tive acesso. Hoje cumpri uma série de agendas externas e não fiquei na Prefeitura. Só vou ter conhecimento da decisão na segunda-feira”, disse Olarte. 

Segundo o prefeito, a ordem da Justiça será cumprida. Pela determinação do juiz da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, Amaury da Silva Kuklinski, uma nova área deve ser disponibilizada para o depósito do lixo até que a atual seja submetida a uma perícia.

Os planos da Prefeitura eram de fechar o lixão entre julho e agosto, atendendo à política nacional que estabelece regras para o setor. Olarte lembra, também, que a Prefeitura vem fazendo estudo para “melhoras as condições” dos cerca de 600 catadores de materiais recicláveis.

Jornal Midiamax