Geral

Prefeitura abre suplementação de R$ 73 milhões e deve construir dois postos de Saúde

A Câmara de Campo Grande aprovou nesta terça-feira (3) que a Prefeitura abra crédito suplementar em R$ 73.992.000,00 para investir, dentre outras áreas, em Saúde. Estão previstas a construção de duas Unidades Básicas de Saúde, uma no Jardim das Perdizes (R$ 786 mil) e outra no bairro Parati (R$ 284 mil).  De acordo com o secretário […]

Arquivo Publicado em 03/06/2014, às 16h54

None

A Câmara de Campo Grande aprovou nesta terça-feira (3) que a Prefeitura abra crédito suplementar em R$ 73.992.000,00 para investir, dentre outras áreas, em Saúde. Estão previstas a construção de duas Unidades Básicas de Saúde, uma no Jardim das Perdizes (R$ 786 mil) e outra no bairro Parati (R$ 284 mil). 

De acordo com o secretário municipal de Planejamento, Finanças e Controle, Andre Luiz Scaff, são R$ 26,7 milhões para a Secretaria de Educação comprar uniforme escolar, material, pagar vale-alimentação, comprar livros; R$ 37,5 milhões para reformas e obras em postos de Saúde, aquisição de material permanente para a Secretaria de Saúde e pagamento de vale-alimentação a servidores desta pasta.

Também estão previstos R$ 1,6 milhão para vale-alimentação da Agesal; aquisição de material e cestas básicas para a área Social; fardamento para Guardas Municipais e orçamento para a Secretaria da Juventude que até então estava sem recursos, explicou Scaff.

Além deste projeto, a Câmara também aprovou outros cinco projetos hoje. Em primeira discussão e votação foi aprovado em Plenário o Projeto de Lei n° 7.569/13, de autoria do vereador Carlão, que denomina de Rua José Carlos Silva de Almeida o trecho compreendido entre a rotatória da Avenida Guaicurus e o Córrego Lageado, nesta Capital.

De acordo com a assessoria da Casa de Leis, em regime de urgência, em turno único de discussão, foi aprovado o Projeto de Decreto Legislativo nº 1.332/14, de autoria do vereador Carlão, que concede o Título de “Visitante Ilustre” da cidade de Campo Grande-MS, ao pré-candidato à presidência da república Eduardo Henrique Accioly Campos.

Ainda em regime de urgência foi aprovado, em turno único de discussão, o Projeto de Lei nº 7.685/14, de autoria do vereador Paulo Siufi, que altera dispositivo à Lei n° 5.307, de 12 de março de 2014 (dispõe sobre a jornada de trabalho dos profissionais que especifica e dá outras providências). A proposta altera a nomenclatura dada na Lei de “profissionais da Assistência Social” para “profissionais de Serviço Social”, fazendo uma correção a pedido da categoria.

Também em regime de urgência foi aprovado o Projeto de Lei nº 7667/14, de autoria do vereador Paulo Siufi, que autoriza o Poder Executivo a alterar e acrescentar dispositivos na Lei nº 5.189, de 24 de maio de 2013, (dispõe sobre a revisão geral de remuneração dos servidores do Poder Executivo, e dá outras providências).

Em regime de urgência foi aprovado o Projeto de Lei n° 7.701/14, de autoria do vereador Paulo Siufi que autoriza o Poder Executivo a acrescentar dispositivo na Lei nº 190, de 22 de dezembro de 2011 (dispõe sobre o regime jurídico único dos servidores públicos do município de Campo Grande, e dá outras providências). (Com informações da Câmara de Campo Grande).

Jornal Midiamax