Geral

Preço das hortaliças dispara após período de estiagem

As cadeia de hortaliças foi uma das mais afetadas pelo período de estiagem e figurou entre as principais altas do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) para o mês de março. Segundo o economista-chefe da seção de economia e desenvolvimento da Ceagesp, Flávio Godas, os preços do tomate […]

Arquivo Publicado em 21/03/2014, às 19h03

None

As cadeia de hortaliças foi uma das mais afetadas pelo período de estiagem e figurou entre as principais altas do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) para o mês de março.

Segundo o economista-chefe da seção de economia e desenvolvimento da Ceagesp, Flávio Godas, os preços do tomate e das folhas, como rúcula e escarola, subiram mais que o normal. “A demanda por alimentos mais leves aumenta por ser um período de calor, mas a falta de chuva atrapalhou a produção”, explica.

Godas diz que tanto a qualidade do produto, quanto os baixos níveis de oferta foram prejudiciais para o mercado. O item hortaliças e legumes subiu 14,46% no IGP-M. Só o tomate marcou avanço de 35,91%.

“Hortaliças são muito sensíveis e se chover demais, em período mais longos, o conjunto chuva e alta temperatura prejudica muito mais do que só estiagem”, avalia o especialista.

Entretanto, com o retorno das chuvas a partir do início de março, Godas acredita que “se preservadas as condições climáticas atuais, a tendência é de queda nos valores”.

Jornal Midiamax