Geral

Pré-candidato à presidência da UMAM revela irregularidades nas eleições

Ronaldo Ozório dos Santos, pré-candidato da eleição para presidência da União Municipal de Associações de Moradores (UMAM) em Campo Grande denunciou nesta sexta-feira (2), irregularidades nas eleições que ocorrem neste domingo (4). De acordo com Ronaldo, o principal problema identificado foi a falta de preocupação por parte da atual presidência de publicar editais claros e […]

Arquivo Publicado em 02/05/2014, às 22h12

None


De acordo com Ronaldo, o principal problema identificado foi a falta de preocupação por parte da atual presidência de publicar editais claros e precisos. Segundo o pré-candidato, não constava no edital informações essenciais.

Ele fez então um pedido para que houvesse retificação do edital, publicado no dia 9 de março, pois não constava no documento uma comissão eleitoral. Sendo assim, as chapas que se inscrevessem deveriam entregar a documentação diretamente ao atual presidente, José Gondim. No edital, também não constava o prazo para as entidades que votam se recadastrarem.

Segundo Ronaldo, foi então informado que haveria a instauração de uma comissão eleitoral, com representantes da Federação das Associações de Moradores do Estado (FAMEMS), que seria divulgada na terça-feira (29). Porém, como destacado pelo pré-candidato, o prazo para que as chapas se inscrevessem seria até segunda-feira (28), tornando a data de criação da comissão irregular.

Como não foi tomada nenhuma medida por parte da presidência, Ronaldo retirou sua chapa “Juntos pela renovação” da candidatura para as eleições com indignação. Com isso, apenas duas chapas concorrem às eleições para a presidência da UMAM.



Jornal Midiamax