Geral

Prazo para adesão a programa de incentivos garante sobrevivência de empresas, diz André

“Estamos garantindo a sobrevivência dos empreendimentos do Estado até 2028”, resumiu o governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, ao assinar, na manhã desta segunda-feira, decreto prorrogando por mais 30 dias o prazo para indústrias aderirem ao programa de incentivos fiscais válidos até o fim de 2028. Segundo a Fiems (Federação das Indústrias de […]

Arquivo Publicado em 07/04/2014, às 14h16

None
1020843272.jpg

“Estamos garantindo a sobrevivência dos empreendimentos do Estado até 2028”, resumiu o governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, ao assinar, na manhã desta segunda-feira, decreto prorrogando por mais 30 dias o prazo para indústrias aderirem ao programa de incentivos fiscais válidos até o fim de 2028. Segundo a Fiems (Federação das Indústrias de MS), 33% das empresas ainda não aderiram ao projeto.

Na solenidade, o governador destacou que, sem incentivos, os estados do Centro-Oeste não teriam competitividade frente aos grandes centros. “Não temos mercado consumidor para tudo que produzimos, apesar de termos 11 milhões de habitantes”, pontuou, destacando que Mato Grosso do Sul, por exemplo, já não é mais apenas um exportador de carne e grãos, tendo destaque em setores como o sucroalcooleiro, papel e celulose e siderurgia.

A medida de garantir os incentivos fiscais, ainda conforme o governador, visa manter a saúde do mercado até que seja feita uma reforma tributária. Já o presidente da Fiems, Sérgio Longen, destacou que o decreto prorrogando o prazo de adesão ao programa de incentivos também visa atrair novas empresas.

Jornal Midiamax