Geral

PMA autua fazendeiro por desmatamento de reserva legal e destruição de mata ciliar em Batayporã

A Policia Militar Ambiental (PMA) de Batayporã localizou nesta quinta-feira (20) em uma fazenda no município, um desmatamento de sete hectares de área de matas e degradação de matas ciliares de um córrego, realizados sem autorização ambiental. O desmatamento foi feito em uma área de vegetação de pequeno e médio porte, que ao verificar o […]

Arquivo Publicado em 21/02/2014, às 19h20

None

A Policia Militar Ambiental (PMA) de Batayporã localizou nesta quinta-feira (20) em uma fazenda no município, um desmatamento de sete hectares de área de matas e degradação de matas ciliares de um córrego, realizados sem autorização ambiental. O desmatamento foi feito em uma área de vegetação de pequeno e médio porte, que ao verificar o mapa da propriedade, os policiais descobriram que se tratava da área de Reserva Legal Florestal (RLF).

De acordo com a PMA foram derrubadas também as matas ciliares de um córrego denominado “Baile”, em extensão de 975 metros. Além disso, o fazendeiro realizou escavações no córrego e direcionou o curso d’água para um dreno artificial, encobrindo também com a terra, grande parte de vegetação ciliar. As atividades foram interditadas.

O proprietário rural, de 63 anos, residente em Batayporã recebeu multa administrativa de R$ 110 mil. Ele responderá por crime ambiental e, se condenado pelo desmatamento, poderá pegar pena de três a seis meses de detenção. Pelo crime de destruir matas ciliares e desviar o córrego, a pena prevista é de um a três anos de detenção.

O autuado foi notificado a apresentar junto ao órgão ambiental estadual um Plano de Recuperação da Área Degradada (PRAD).

Jornal Midiamax