Geral

PMA autua em R$ 10 mil paulista que construía rancho pesqueiro ilegal

Policiais Militares Ambientais de Bonito realizavam fiscalização no Rio Miranda, e localizaram uma construção ilegal na margem do rio. O proprietário realizava uma obra em alvenaria, para um rancho pesqueiro dentro da área que deveria ser conservada de vegetação de mata ciliar (área de preservação permanente – APP), em um loteamento denominado Pesqueiro do Noé, […]

Arquivo Publicado em 23/03/2014, às 00h57

None

Policiais Militares Ambientais de Bonito realizavam fiscalização no Rio Miranda, e localizaram uma construção ilegal na margem do rio. O proprietário realizava uma obra em alvenaria, para um rancho pesqueiro dentro da área que deveria ser conservada de vegetação de mata ciliar (área de preservação permanente – APP), em um loteamento denominado Pesqueiro do Noé, sem autorização ambiental. No local deveriam ser conservados 100 metros de matas ciliares e o infrator construiu a 60 metros do rio.

Os policiais interditaram as atividades. Pela infração administrativa, o autuado, residente em Mogi Guaçu (SP) recebeu multa de R$ 10.000,00. Ele também responderá por crime ambiental. Se condenado, poderá pegar pena de um a três anos de detenção.

O autuado foi notificado a apresentar ao órgão ambiental Estadual um plano de recuperação da área degradada – Prad.

Jornal Midiamax