Geral

PMA apreende 59 redes e soltam 40 quilos de peixes vivos em Bataguassu

Equipes da Polícia Militar Ambiental (PMA) apreenderam 59 redes de pescas e conseguiram soltar 40 quilos de peixes, que estavam presos nelas. O flagrante aconteceu ontem durante uma fiscalização no lago da Usina Sérgio Motta, no Rio Paraná, no município de Bataguassu.  De acordo com os policiais, as redes juntas medem três quilômetros. Nelas estavam […]

Arquivo Publicado em 07/03/2014, às 12h34

None
793962766.jpg

Equipes da Polícia Militar Ambiental (PMA) apreenderam 59 redes de pescas e conseguiram soltar 40 quilos de peixes, que estavam presos nelas. O flagrante aconteceu ontem durante uma fiscalização no lago da Usina Sérgio Motta, no Rio Paraná, no município de Bataguassu. 

De acordo com os policiais, as redes juntas medem três quilômetros. Nelas estavam presas diversas espécies de peixes, como, piau, piapara, curimbatá, tilápia e piranha. A malha é um dos petrechos considerados proibidos. 
Além disso, os proprietários das redes não foram identificados.
Neste ano, esta foi a primeira grande apreensão de redes no lago da Usina Sérgio Motta, pelos militares. No ano passado a PMA de Batayporã e Bataguassu, apreenderam quase 50 quilômetros de redes. 
Os militares dizem que, pescadores profissionais podem pescar no lago e até fazer uso de redes, porém com restrição de tamanho, porém, os pescadores juntam diversas redes pequenas, com a intenção de burlar a lei. A pena para este crime é de um a três anos de detenção.

Jornal Midiamax