Geral

PM é acionada para ‘manter a ordem’ em manifestação em frente da Energisa

Pelo menos três viaturas da PM (Polícia Militar) foram acionadas para manter a ordem em frente da empresa Energisa, em Campo Grande. Desde as 6 horas da manhã, desta segunda-feira (15), um grupo de 80 moradores da Favela Cidade de Deus está no local bloqueando a entrada de funcionários. Os moradores dizem que a iniciativa se deu por […]

Arquivo Publicado em 15/09/2014, às 15h12

None
1932126923.jpg

Pelo menos três viaturas da PM (Polícia Militar) foram acionadas para manter a ordem em frente da empresa Energisa, em Campo Grande. Desde as 6 horas da manhã, desta segunda-feira (15), um grupo de 80 moradores da Favela Cidade de Deus está no local bloqueando a entrada de funcionários.


Os moradores dizem que a iniciativa se deu por conta de uma ordem da Justiça, em que a empresa de energia elétrica vai retirar um gerador do local. “Já cortaram nossa luz e agora vão tirar o gerador, como a gente fica”, alega Greiciele Vitório, de 24 anos, que é uma das manifestantes.


A empresa está com o trabalho comprometido porque a maioria dos empregados não conseguiu entrar na Energisa. Por este motivo, os diretores afirmaram que falariam com uma comissão dos moradores da Cidade de Deus.


A reunião ocorreu há pouco e a direção informou aos populares que, vai retirar o gerador da Cidade de Deus ainda hoje, e que tal medida, só terá outro desfecho, caso a Prefeitura emita um ofício à empresa Energisa se comprometendo com o local, desta maneira, haverá um novo prazo para a retirada do equipamento.


Três dos quatro moradores, que fizeram parte da comissão, foram até a Prefeitura falar com o prefeito  Gilmar Olarte (PP). Enquanto isso, os demais vão continuar em frente da empresa. “Ele foi sábado lá ver a gente e a nossa situação, fez um monte de promessa e agora isso, vamos ficar sem luz”, fala Greiciele.

Jornal Midiamax