Geral

Pet Shop demite funcionário que deixou poodle voltar sozinho para casa

A clínica veterinária Pet Shop Vet Clínica, localizada na avenida Ceará no bairro Santa Fé, demitiu o funcionário que deixou o poodle Beethoven fugir do estabelecimento na noite da última terça-feira (18). De acordo com a proprietária da clínica, a veterinária de 39 anos Juliana Marcondes Rezende, desde que ela tomou conhecimento do caso procurou […]

Arquivo Publicado em 19/03/2014, às 19h47

None

A clínica veterinária Pet Shop Vet Clínica, localizada na avenida Ceará no bairro Santa Fé, demitiu o funcionário que deixou o poodle Beethoven fugir do estabelecimento na noite da última terça-feira (18).

De acordo com a proprietária da clínica, a veterinária de 39 anos Juliana Marcondes Rezende, desde que ela tomou conhecimento do caso procurou atender a sua cliente da melhor maneira possível. Além disso, disse que a o seu estabelecimento já é conhecido em Campo Grande e que não brincam de veterinária, mas que infelizmente não consegue trabalhar sozinha e precisa de funcionários.

“É um erro inexplicável que infelizmente acontece. Tenho outros métodos que impedem o animal de fugir como portas de blindex dentro da clínica, mas por uma infeliz coincidência, justamente uma dessas portas que poderia impedir a fuga do animal, estava no conserto depois de ter o vidro estourado”, explica Juliana.

A proprietária disse que o funcionário demitido ficou desesperado com o sumiço do animal e também afirmou que o rapaz não era um funcionário ruim, era cuidadoso e gostava de animais. “Não poderia deixar um erro como esse passar, felizmente não aconteceu nada de grave com o animal”, diz Juliana.

O caso

O poodle Beethoven, de oito meses, da pedagoga Camila Andrade, fugiu nesta terça-feira (18) do Pet Shop Vet Clínica, na Ceará, no Santa Fé, em Campo Grande. O combinado era que o animal dormisse na clínica e seria pego no dia seguinte. Camila ficou indignada com o descuido dos veterinários. “Imagina se tivesse acontecido alguma coisa com ele?”, indaga.

A distância entre a casa de Camila e a clínica veterinária é de cinco quadras. A pedagoga conta que faz o trajeto com o cachorro na coleira e por isso ele soube o caminho.

Quando o cachorro chegou em casa, a primeira reação da família foi ligar para a Pet Shop. Segundo Camila, o funcionário não tinha dado conta do ocorrido. Ainda de acordo com Camila, a clínica entrou em contato com a mãe de Camila hoje e revelou ter visto pelas imagens da câmera Beethoven passando por baixo do portão eletrônico.

Jornal Midiamax