Geral

Pessimismo econômico afeta Dilma, mas mantém Aécio e Campos estacionados rumo à Presidência

Números apurados pelo Datafolha apontam que a presidente da República, Dilma Rousseff (PT), perdeu intenções de voto para as eleições deste ano, ao passo que seus possíveis principais concorrentes, Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB), mantiveram-se estacionados. A queda seria reflexo do pessimismo econômico atual. A frustração com o desempenho da presidente aumentou, segun...

Arquivo Publicado em 06/04/2014, às 14h33

None

Números apurados pelo Datafolha apontam que a presidente da República, Dilma Rousseff (PT), perdeu intenções de voto para as eleições deste ano, ao passo que seus possíveis principais concorrentes, Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB), mantiveram-se estacionados.

A queda seria reflexo do pessimismo econômico atual. A frustração com o desempenho da presidente aumentou, segundo a pesquisa, saltando de 34%, há pouco mais de um ano, para atuais 63% dos entrevistados dizendo que Dilma faz pelo país menos do que eles esperavam.

No principal cenário apurado, Dilma ainda venceria no primeiro turno com 38% dos votos. Em fevereiro, no entanto, ela aparecia com 44%.

Neves e Campos mantiveram os mesmos números com relação ao levantamento anterior, 16% e 10%, respectivamente. Candidatos de outros partidos somam 6%.

O ex-presidente Lula aparece liderando outros cenários pesquisados com ampla vantagem. A ex-senadora Marina Silva (PSB), conforme o Datafolha, seria a única, entre as possibilidades apuradas, a provocar segundo turno com Dilma, somando 28% das intenções de voto.

Pesquisa feita com 2.637 entrevistas em 162 municípios, margem de erro de dois pontos para mais ou para menos, registrada na Justiça Eleitoral com o código BR 00064/2014.

Jornal Midiamax