Geral

Pelo menos 30 mortos e mais de 60 sequestradas na Nigéria

Pelo menos 30 pessoas morreram e mais de 60 mulheres e adolescentes foram sequestradas em uma série de ataques atribuídos ao grupo islamista armado Boko Haram no nordeste da Nigéria, anunciaram fontes do governo local e vários moradores. As mortes e sequestros aconteceram durante uma série de ataques cometidos na semana passada na área de […]

Arquivo Publicado em 24/06/2014, às 14h10

None

Pelo menos 30 pessoas morreram e mais de 60 mulheres e adolescentes foram sequestradas em uma série de ataques atribuídos ao grupo islamista armado Boko Haram no nordeste da Nigéria, anunciaram fontes do governo local e vários moradores.


As mortes e sequestros aconteceram durante uma série de ataques cometidos na semana passada na área de Kummabza, na localidade de Damboa, estado de Borno.


O Boko Haram, grupo extremista islâmico, mantém mais de 200 menores retidas desde o mês de abril.


O ministério da Defesa da Nigéria anunciou na segunda-feira (23) no Twitter que tentava confirmar as várias informações sobre sequestros de jovens em Borno.


De acordo com uma fonte do governo de Damboa, que pediu anonimato, “mais de 60 mulheres foram atacadas e levadas à força pelos terroristas”.


Um membro do conselho de direção local, Modu Mustapha, não confirmou ou desmentiu a informação.


O líder de uma milícia local, Aji Khalil, confirmou que “mais de 60 mulheres foram sequestradas por terroristas do Boko Haram”.


Um morador refugiado em Maiduguri, capital do estado de Borno, que também pediu anonimato, afirmou que “mais de 30 homens morreram durante o ataque que durou quase quatro dias”.


“Depois os criminosos tomaram toda a aldeia como refém durante três dias”, disse.

Jornal Midiamax