Geral

Pedro Pedrossian Neto diz que não foi indicado pelo PSDB e teve a bênção do avô

Futuro secretário-adjunto da Seprotur (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo), Pedro Pedrossian Neto afirmou nesta sexta-feira (6) que não foi indicado pelo partido e que a sua nomeação não envolve acordos políticos ou eleitorais. “Não sou indicado do PSDB, não tem nada a ver com eventuais […]

Arquivo Publicado em 07/03/2014, às 14h39

None
1417234828.jpg

Futuro secretário-adjunto da Seprotur (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo), Pedro Pedrossian Neto afirmou nesta sexta-feira (6) que não foi indicado pelo partido e que a sua nomeação não envolve acordos políticos ou eleitorais. “Não sou indicado do PSDB, não tem nada a ver com eventuais entendimentos PMDB-PSDB”, disse.

Segundo ele, há dois anos que ele conversa com a titular da pasta, Tereza Cristina Corrêa da Costa, sobre a possibilidade de trabalhar no governo e só agora veio a confirmação. Neto afirma que com a saída da Tereza Cristina para ser candidata a deputada federal, o governador André Puccinelli precisava de um técnico para “carregar o piano”.

Ele garantiu também que a sua indicação não passou pelo tio, ex-deputado PP Filho, e que o avô, de quem herdou o nome, apenas deu o aval à indicação. Neto está há cinco meses no PSDB e nunca disputou uma eleição. O convite para integrar o ninho tucano veio do deputado federal Reinaldo Azambuja, maior liderança da sigla.

Recebendo um dos maiores salários do Estado, Neto contou ainda que aceitou o emprego sem saber o valor que iria receber. “Fiquei sabendo do meu salário pelo Midiamax”, disse. Ele receberá o terceiro maior salário do Executivo estadual, atrás apenas do próprio governador e da vice-governadora, Simone Tebet. Pelo símbolo do vencimento, a remuneração será de R$ 7.124,34, com direito a acréscimo de até 100% sobre o valor, podendo chegar a até R$ 14.248,68.

Neto revelou que vai acumular a Superintendência da Indústria. Ele garante ter experiência e capacidade para a pasta que, conforme as palavras dele, é “o coração econômico do Estado”. “Não é para esquentar a cadeira é para trabalhar mesmo”, garante.

Nomeado ontem para a Seprotur, Pedro Pedrossian Neto está despachando desde cedo no Parque dos Poderes. Ele está em um gabinete, com direito a secretária, mesa de reunião e cafezinho, onde recebeu o Midiamax para falar sobre a sua indicação .

Jornal Midiamax