Geral

Patrícia Poeta enfrenta as suas gafes com naturalidade

A partir do dia 2 de junho, o “Jornal Nacional” será ancorado por Patrícia Poeta e Galvão Bueno, acompanhando a seleção brasileira onde a seleção brasileira estiver. “Vai ser a primeira vez que a gente vai trabalhar junto, eu e o Galvão, num evento esportivo”, revela a jornalista. Eles, inclusive, já trocaram figurinhas e deixaram […]

Arquivo Publicado em 09/04/2014, às 12h26

None

A partir do dia 2 de junho, o “Jornal Nacional” será ancorado por Patrícia Poeta e Galvão Bueno, acompanhando a seleção brasileira onde a seleção brasileira estiver.


“Vai ser a primeira vez que a gente vai trabalhar junto, eu e o Galvão, num evento esportivo”, revela a jornalista. Eles, inclusive, já trocaram figurinhas e deixaram alguma coisa combinada a respeito disso.


Além deste trabalho com o Galvão e durante todo o período da Copa do Mundo, a Patrícia vai apresentar uma série especial de reportagens, cujos detalhes – para não ouriçar a concorrência – ainda não são revelados.


Em dezembro próximo, ela completará 3 anos na bancada do “JN” e tira de letra, com segurança, as gafes cometidas no ar até aqui. Especialmente aquela em que se levantou e começou a tirar o microfone quando os créditos ainda corriam na tela: “Somos humanos, todo mundo erra. Acontece no dia a dia. Se eu errar, peço desculpas e sigo em frente. Os erros humanizam o telejornal”.


O enfrentamento de casos assim com naturalidade, de fato, sempre provoca uma maior aproximação com o público, deixando claro para quem está em casa que aquela pessoa do vídeo nada mais é do que gente como a gente, sujeita a erros e acertos.

Jornal Midiamax