Geral

Paris: parte de ponte cede sob peso dos “cadeados do amor”

Parte do alambrado da parisiense Pont des Arts, onde os turistas colocam os chamados “cadeados do amor” aos milhares, desabou na tarde de domingo, o que fez a ponte de ser evacuada. Segundo a polícia parisiense, o incidente não causou vítimas. A prefeitura está investigando as causas do desabamento. A “Pont des Arts” ou “Passerelle […]

Arquivo Publicado em 09/06/2014, às 12h32

None

Parte do alambrado da parisiense Pont des Arts, onde os turistas colocam os chamados “cadeados do amor” aos milhares, desabou na tarde de domingo, o que fez a ponte de ser evacuada.


Segundo a polícia parisiense, o incidente não causou vítimas.


A prefeitura está investigando as causas do desabamento.


A “Pont des Arts” ou “Passerelle des Arts”, que atravessa o rio Sena na altura do Museu do de Paris, é conhecida em todo o mundo pelos milhares de “cadeados de amor” que os casais deixam presos ao longo de suas grades como símbolo de sua união, e depois jogam a chave nas águas.


Muitos reclamam desse hábito, alegando que atentam contra a segurança dos habitantes e a qualidade de vida da cidade.


Lisa Anselmo e Lisa Taylor Huff , duas americanas radicadas na capital francesa, lançaram no fim de março um abaixo-assinado para proibir os “cadeados do amor” em todas as pontes e monumentos da cidade – muitos deles tombados pelo patrimônio histórico e cultural.


Para as americanas o costume não passa de depredação da paisagem de Paris, “privando os parisienses de qualidade de vida nos espaços públicos” e poluindo o rio Sena “com as milhares de chaves que são lançadas”.


Em 2013 um vereador parisiense já havia pedido a proibição da prática, alegando que o peso põe em risco a estrutura das pontes.


Recentemente, foram encontrados cerca de 40 cadeados presos no ponto mais alto da Tour Eiffel.

Jornal Midiamax