Geral

Palmeiras vence Portuguesa em clássico e se classifica em 1º

O Palmeiras voltou do Carnaval nesta quinta-feira e selou a classificação para a próxima fase do Campeonato Paulista. A equipe de Gilson Kleina levou a melhor sobre a Portuguesa e venceu o clássico paulistano da 12ª rodada por 1 a 0, com do lateral esquerdo Juninho e atuação incrível do goleiro Fernando Prass, e não […]

Arquivo Publicado em 06/03/2014, às 23h09

None
378004964.jpg

O Palmeiras voltou do Carnaval nesta quinta-feira e selou a classificação para a próxima fase do Campeonato Paulista. A equipe de Gilson Kleina levou a melhor sobre a Portuguesa e venceu o clássico paulistano da 12ª rodada por 1 a 0, com do lateral esquerdo Juninho e atuação incrível do goleiro Fernando Prass, e não apenas assegurou presença nas quartas de final do Estadual como também garantiu a liderança do Grupo D.

A vitória desta quinta elevou o Palmeira aos 29 pontos, e o clube palestrino não poderá mais ser alcançado por Bragantino e Rio Claro, que aparecem com 19 – restam apenas mais nove pontos em jogo. A Portuguesa, por sua vez, praticamente deu adeus às chances de classificação no Grupo C: os comandados de Argel aparecem na quarta posição com 14 pontos, sete a menos que a vice-líder Ponte Preta.

Mesmo sem contar com Valdivia, o Palmeiras fez um bom primeiro tempo e pressionou bastante o adversário. A equipe de Gilson Kleina, contando sobretudo com boas jogadas de Wesley, teve grandes oportunidades para abrir o marcador, mas esbarrou em Gledson. O goleiro rubro-verde fez boas defesas em chutes de Wesley e Vinícius e ajudou a manter o placar zerado ao longo dos 45 minutos iniciais.

Auxiliares salvam árbitro

O árbitro Vinícius Furlan contou com uma ajuda crucial de seus auxiliares para não errar em dois lances cruciais no reinício da partida. Aos 3min do segundo tempo, ele não havia visto um toque de mão de um defensor quase na entrada da área da Portuguesa, mas marcou a infração. Na cobrança, Wesley rolou, a barreira rubro-verde se escancarou e facilitou a vida de Juninho, que bateu firme no canto de Gledson para colocar o Palmeiras em vantagem.

A Portuguesa chegou a marcar o gol de empate aos 6min, com William Magrão cabeceando na área após cobrança de falta de Rondinelly. Vinicius Furlan assinalou o gol, mas pouco depois atendeu à marcação do auxiliar, que alegava impedimento do meio-campista rubro-verde – as imagens da televisão mostraram que o jogador estava de realmente em posição irregular.

O gol de Juninho fez a Portuguesa buscar mais a partida e incomodar a zaga alviverde, mas Fernando Prass fez quatro defesas espetaculares para segurar a vantagem: ele defendeu à queima-roupa um chute de Leandro aos 19min (a bola ainda bateu no travessão), se esticou para impedir uma cabeçada de Leandro aos 26min, espalmou outra finalização de Henrique aos 27min e, aos 28min, bloqueou uma finalização de William Magrão.

Pelo lado do Palmeiras, Kleina colocou o meia Bruno César e o atacante Rodolfo em campo, e ambos criaram boas jogadas para o time alviverde. Na melhor delas, com participação de ambos, Wesley recebeu livre na pequena área, mas dominou em vez de tentar o toque de primeira e acabou permitindo a recuperação da defesa rival.

O Palmeiras volta a campo no domingo, às 18h30 (de Brasília), quando vai à cidade de São José do Rio Preto enfrentar o Paulista. Já a Portuguesa atua pela 13ª rodada apenas na próxima terça-feira, para encarar o Bragantino no Canindé às 19h30.

Jornal Midiamax