Geral

Operação Corpus Christi da PMA registra menor número de autuações desde 2009

A Operação Corpus Christi realizada pela PMA (Polícia Militar Ambiental) registrou o menor número de autuações desde 2009. Ainda assim, foram arrecadados R$ 859.700 mil em multas durante os 4 dias de Operação. No mesmo período de 2013, foram autuadas 18 pessoas, este ano apenas 8 foram multas. Entre as infrações, foram registradas pesca predatória, […]

Arquivo Publicado em 23/06/2014, às 23h38

None
1691366084.jpg

A Operação Corpus Christi realizada pela PMA (Polícia Militar Ambiental) registrou o menor número de autuações desde 2009. Ainda assim, foram arrecadados R$ 859.700 mil em multas durante os 4 dias de Operação.

No mesmo período de 2013, foram autuadas 18 pessoas, este ano apenas 8 foram multas. Entre as infrações, foram registradas pesca predatória, pesca sem licença, exploração ilegal de madeira, transporte ilegal de madeira, corte de árvores e transporte ilegal de agrotóxicos.

A PMA colocou 280 homens na fiscalização durante a Operação Corpus Christi, concluída hoje às 08h. A operação objetivou colocar o efetivo nos rios, em barreiras nas estradas, fiscalização em propriedades rurais, em locais de belezas naturais de prática de turismo cênico e de recreio e outras variáveis de interesse ambiental, para prevenir e combater infrações e crimes que pudessem degradar esses recursos naturais.

As 25 subunidades da PMA intensificaram a fiscalização em suas respectivas áreas, colocando inclusive, o efetivo administrativo a campo. A sede (Campo Grande) atuou com três equipes itinerantes, agindo em todo território do Estado.

Apesar de manter a mesma estrutura de fiscalização, essa foi a operação com menor número de autuações, desde 2009. Houve apenas 8 autuados administrativamente contra 18 na operação do ano passado. As infrações foram: um por pesca predatória e três por pescar sem licença, uma por exploração ilegal de madeira, uma por transporte ilegal de madeira, uma por corte de árvores e uma por transporte ilegal de agrotóxicos. O destaque nessa operação foram os crimes contra a flora. Ao todo foram apreendidos 122 m³ de madeiras diversas. O suficiente para encher 10 caminhões.

Foram apreendidos 5 kg de pescado contra 48 kg em 2013. Com relação ao número de petrechos proibidos apreendidos foram seis redes de pesca, contra nove na operação passada. Os demais tipos de petrechos apreendidos foram dentro do que se apreendeu em operações passadas. À exceção foi relativa aos espinheis, quando na operação passada foram 11 apreendidos e apenas um nessa operação.

Os valores em multas foram muitos superiores à operação anterior. Foram R$ 859.700,00, contra R$ 44.640,00 do ano passado. Valores de multas são muitos instáveis, conforme as infrações. Por exemplo, nesta operação houve uma infração de transporte de agrotóxicos (4,6 toneladas), que a multa foi de R$ 800.000,00. Outra de corte de árvore e uma por armazenamento totalizaram R$ 44.000,00 em multas.

A PMA verificou pouca quantidade de pescadores nos rios do Estado, diferentemente do feriado de Corpus Christi do ano passado. Não se pode afirmar se isso ocorreu em virtude do frio ou dos jogos da Copa do Mundo.

Jornal Midiamax