Geral

Opera comprará plataforma de anúncios de vídeo para celular

A empresa norueguesa de software para celulares Opera Software ASA está prestes a comprar a plataforma de publicidade móvel de vídeo AdColony, anunciou nesta terça-feira (24), elevando suas perspectivas de lucro para 2014. A Opera disse que a aquisição vai fortalecer sua posição no crescente mercado de anúncios em celulares, com uma audiência combinada de […]

Arquivo Publicado em 25/06/2014, às 12h03

None

A empresa norueguesa de software para celulares Opera Software ASA está prestes a comprar a plataforma de publicidade móvel de vídeo AdColony, anunciou nesta terça-feira (24), elevando suas perspectivas de lucro para 2014.

A Opera disse que a aquisição vai fortalecer sua posição no crescente mercado de anúncios em celulares, com uma audiência combinada de mais de 700 milhões de consumidores.

“A AdColony é um alvo natural para a Opera e nossa subsidiária de anúncios para celular, a Opera Mediaworks”, disse Lars Boilesen, presidente-executivo da Opera.

“Essa aquisição irá ampliar nossos serviços com uma robusta especialização no vídeo para celulares – o segmento que cresce mais rápido na indústria de publicidade de celular”, acrescentou.

Sob a marca Opera Mediaworks, a companhia cresceu rapidamente ao adquirir empresas como AdMarvel, Mobile Theory e 4th screen. Adicionou ainda a startup alemã Apprupt à lista no início deste ano e disse que planejava adicionar mais.

A Opera disse nesta terça-feira que pagará US$ 75 milhões em dinheiro pela AdColony mais pagamentos sobre ganhos potenciais de US$ 275 milhões, com uma compra total estimada em cerca de US$ 245 milhões.

A empresa norueguesa também disse nesta terça-feira que aumentou sua estimativa de receita para 2014 para o intervalo de US$ 435 milhões a US$ 460 milhões, ante previsão anterior de US$ 390 milhões a US$ 410 milhões.

O intervalo para o Ebitda (sigla em inglês para lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado aumentou para US$ 110 milhões a US$ 120 milhões, ante US$ 108 milhões a US$ 116 milhões, assumindo que a transação será fechada em 15 de agosto.

Jornal Midiamax