Geral

Onda de roubos assusta moradores de Amambai

A onda de furtos e roubos que iniciou junto com as festividades de final de ano, continua assustando a população de Amambai – a 342 quilômetros de Campo Grande. Só nesse final de semana foram nove casos registrados, três entre sábado (4) e domingo e pelo menos mais seis novos casos registrados nessa segunda-feira. Em […]

Arquivo Publicado em 07/01/2014, às 11h39

None
453333623.jpg

A onda de furtos e roubos que iniciou junto com as festividades de final de ano, continua assustando a população de Amambai – a 342 quilômetros de Campo Grande.


Só nesse final de semana foram nove casos registrados, três entre sábado (4) e domingo e pelo menos mais seis novos casos registrados nessa segunda-feira.


Em um dos casos, registrado nessa segunda, um homem de 48 anos reconheceu na Delegacia de Polícia Civil, Ronaldo de Souza Ifran, de 34 anos, que já tem diversas passagens pela polícia, como sendo um dos assaltantes que lhe tomaram, na noite de domingo, dois aparelhos celulares.


Segundo a vítima, Ifran, que em setembro na época foragido do regime semiaberto do EPAm (Estabelecimento Penal de Amambai), invadiu uma casa para roubar e esfaqueou uma moradora de 75 anos. Ele teria praticou o assalto na noite de domingo em companhia de outra pessoa, que ainda não foi identificada.


Apesar dos antecedentes do acusado e do reconhecimento da vítima, Ronaldo de Souza Ifran não foi autuado em flagrante. Ele foi liberado para responder em liberdade.


No final da tarde de ontem a Polícia Civil registrou um furto de motocicleta na cidade.


Segundo a vítima, um comerciário de 35 anos, ele deixou a Honda Biz cor preta, placa AML-5782 de Amambai, parada no estacionamento da empresa onde trabalha no início da tarde e ao sair do trabalho, por volta das 18h, a moto não estava mais no local que havia deixado.


Uma mulher de 29 anos também procurou a Delegacia de Polícia Civil para registrar um furto em sua residência, situada na região da Vila Doriana.


Segundo a vítima, a ação criminosa teria ocorrido entre sexta-feira e sábado, mas como ela estava viajando, procurou a polícia para registrar somente na segunda.


Segundo a polícia, os ladrões arrombaram uma das portas e levaram da residência da vítima, computador completo, botijão de gás, forno micro-ondas, batedeira, violão, roupas, anel e até o receptor de sinal de TV.


Em outro furto ocorrido na Vila Cassiano Marcelo, bairro vizinho a Vila Doriana, ladrões fizeram limpa em outra casa.


A vítima, um homem de 32 anos, havia viajado a passeio no dia 24 de dezembro e ao voltar para casa, se deparou com a janela dos fundos arrombada.


Segundo relatou da vítima à polícia, os ladrões levaram uma TV 29 polegadas, computador, ventilador, botijão de gás, batedeira de bolo, liquidificador e uma moto Honda Titan 150cc, cor vermelha, placa HTF-0074.


Também nessa segunda-feira uma mulher de 37 anos procurou a Delegacia para denunciar o ex-marido, de 30 anos, por furto.


Segundo a mulher, se aproveitando que ela estava em uma fazenda, o ex-marido, que seria viciando em drogas, teria invadido sua residência e furtado um botijão de gás e um aparelho de DVD.


Em outro caso registrado pela Polícia na segunda-feira, um homem de 49 anos disse ter tido sua moto furtada de um posto de combustível situado na região central da cidade.


Segundo relatos da vítima, ele teria deixado sua moto, uma Yamaha XTZ 125cc, cor azul, placa HTF-0095 estacionada aos fundos da borracharia do posto de combustível como costumava fazer, porém ao procurar o veículo, no decorrer de domingo, a moto não estava mais no local que havia deixado.


Segundo à vítima, os funcionários do posto disseram não ter visto quem pegou a motocicleta.


Amambai está sem delegado


Além do efetivo reduzido, tanto na Polícia Militar, responsável pelo policiamento preventivo como na Polícia Civil, responsável por investigar crimes, a Delegacia de Amambai, que por conta da demanda deveria contar com pelo menos dois delegados atuando, mas está sem nenhum no momento.


O delegado titular local, Dr. Marcius Geraldo Cordeiro está de férias e quem responde pelo expediente na Delegacia local é uma delegada lotada na cidade de Ponta Porã, município que faz fronteira seca com o Paraguai e por conta disso também existe um elevado número de demanda de serviço.

Jornal Midiamax