Geral

Olarte visita assentamento e promete encascalhar 10 quilômetros de travessões

O prefeito Gilmar Olarte (PP) esteve no sábado (21) no assentamento Estrela, a 17 quilômetros do centro da Capital, na saída para Três Lagoas e garantiu encascalhar 10 quilômetros de travessões, além do acesso à BR-262. Olarte se reuniu com a comunidade que abriga 66 famílias, que receberam há quatro anos lotes de seis hectares […]

Arquivo Publicado em 23/06/2014, às 20h47

None

O prefeito Gilmar Olarte (PP) esteve no sábado (21) no assentamento Estrela, a 17 quilômetros do centro da Capital, na saída para Três Lagoas e garantiu encascalhar 10 quilômetros de travessões, além do acesso à BR-262.

Olarte se reuniu com a comunidade que abriga 66 famílias, que receberam há quatro anos lotes de seis hectares cada, dentro do programa de reforma agrária. Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura, as máquinas já estão fazendo o patrolamento no local.

Gilmar Olarte também garantiu atendimento médico aos assentados, uma das reivindicações dos moradores, e comprometeu deslocar um ônibus com consultórios médicos e odontológicos, da Secretaria Municipal de Saúde, para atender a comunidade uma vez por mês.

Atualmente, os moradores do assentamento precisam se deslocar até a UBS do Tiradentes, distante a 20 quilômetros, para realização de consultas e vacinas.

Raul Nunes, presidente da Associação dos Assentados, afirmou que outra prioridade para o assentamento é a construção de uma escola mais próxima. Hoje,a escola funciona em um prédio alugado dentro de uma fazenda que fica a seis quilômetros.

Na Escola Leovegildo de Melo estudam mais de 200 crianças, alguns residentes em propriedades rurais localizadas em Jaraguari. Os alunos saem de casa às cinco horas da manhã para embarcar no ônibus do transporte escolar. A sugestão é que seja construída uma escola numa área de 19 hectares reservada pelo Incra para equipamentos públicos.

Jornal Midiamax