Geral

Novo ato contra copa reúne mil e para Avenida Paulista

Nesta terça-feira, ocorre o quinto ato contra a Copa do Mundo no Brasil. O palco da concentração da manifestação foi o Museu de Arte de São Paulo (Masp), localizado na avenida Paulista. Os manifestantes sairam em direção à avenida Rebouças, de onde seguiram em direção à Marginal Pinheiros. Apesar da chuva e do frio, em […]

Arquivo Publicado em 15/04/2014, às 23h18

None

Nesta terça-feira, ocorre o quinto ato contra a Copa do Mundo no Brasil. O palco da concentração da manifestação foi o Museu de Arte de São Paulo (Masp), localizado na avenida Paulista. Os manifestantes sairam em direção à avenida Rebouças, de onde seguiram em direção à Marginal Pinheiros. Apesar da chuva e do frio, em torno de mil pessoas participam do ato.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) recomendou aos motoristas que evitassem circular pela avenida Paulista, sentido Consolação, em função da presença dos manifestantes que bloquearam totalmente a via, na altura do museu. A companhia enviou agentes de trânsito ao local para orientar os usuários e recomendou que, se possível, as pessoas utilizassem o transporte coletivo.

Intitulado ‘Se não tiver saúde, não vai ter Copa’, o protesto foi organizado pela rede social Facebook, e contou com 5,5 mil confirmados. A concentração foi marcada para as 18h desta terça-feira, mas a caminhada não teve seu percurso divulgado.

Governo divulga plano operacional de aviação para a Copa

Segundo a Polícia Militar, cerca de 800 homens foram destacados para acompanhar o protesto. Em nota oficial, a PM informou que traçou um planejamento específico estratégico, “buscando garantir o direito constitucional à livre manifestação do pensamento, assim como a preservação da segurança pública”.

No último ato, realizado no dia 27 de março, não houve depredações, tampouco detenções. O quarto protesto reuniu cerca de mil pessoas e um efetivo policial de igual número, segundo a PM.

Jornal Midiamax