Geral

‘Noinhas’ invadem associação de moradores abandonada e mau cheiro incomoda vizinhos

A Associação dos Moradores do bairro Pioneiros, em Campo Grande, está abandonada e servindo de encontro de usuários de drogas e delinquentes, o que tem causado revolta e preocupação nos moradores. O prédio está totalmente depredado, com vidros quebrados, mato alto e servindo de foco de doenças por causa dos pombos que tomaram conta do […]

Arquivo Publicado em 11/04/2014, às 19h12

None
181099223.jpg

A Associação dos Moradores do bairro Pioneiros, em Campo Grande, está abandonada e servindo de encontro de usuários de drogas e delinquentes, o que tem causado revolta e preocupação nos moradores.


O prédio está totalmente depredado, com vidros quebrados, mato alto e servindo de foco de doenças por causa dos pombos que tomaram conta do local. De acordo com os moradores, à noite fica uma concentração de pessoas no local com atitudes suspeitas. “A gente fica preocupado porque está abandonado e virou ponto de consumo de droga e de malandros”, alega uma moradora que não quis se identificar.


Segundo o motorista Ricardo Borges de Brito, de 59 anos, morador do bairro há 20 anos, há seis anos que a associação está abandonada e o prédio está sendo destruído. Brito disse que até a caixa de água foi roubada e que o mau cheiro no local é insuportável. “Olha a situação desse lugar todo destruído, até a caixa d’água foi roubada e o cheiro então não tem como suportar”, reclama.


Segundo Brito, o poder público esqueceu o bairro e não tem nenhum político que invista em um projeto social para os moradores. Ainda de acordo com Brito, se a prefeitura não desenvolver nenhum projeto a solução é colocar uma pessoa para cuidar e zelar do prédio. “Se não fizerem nada para os moradores, que pelo menos coloquem uma pessoa para tomar conta daqui”, ressalta.


Outro morador que está revoltado com o abandono da associação é o aposentado Enivaldo Santos, de 56 anos, que diz que as pessoas estão inseguras com o aumento de usuários de drogas. “A noite é uma malocada e uma boca de fumo assustadoras, ficamos com medo e inseguros porque não sabemos o que eles podem fazer”, relata.


Os moradores cobram da Prefeitura de Campo Grande uma solução urgente para o problema. Outra reivindicação é para a limpeza do local, que está muito sujo, com mato alto no terreno e na calçada e a eliminação dos pombos. “Olha a quantidade de pombos que tem aí, isso pode provocar várias doenças”, afirma Santos.





De acordo com o presidente da Umam (União Municipal das Associações dos Moradores), José Gondim dos Santos, o problema é antigo e não é resolvido porque não tem nenhum morador que queira se candidatar a presidente do bairro.



Santos explicou que vários editais já foram publicados convocando candidatos ao cargo, mas nunca aparece nenhum interessado. Segundo o presidente a solução é que os próprios moradores montem uma chapa e concorra às eleições, que estão previstas para maio. “A comunidade tem que se unir e montar uma diretoria para tomar conta da associação”, afirma.



O presidente da Umam disse que a única providência que pode tomar para ajudar os moradores é solicitar uma limpeza do local, mas não tem como montar um projeto social. “Tantos bairros querendo ter uma estrutura como a do Pioneiros e não tem, eles têm que eleger um presidente para trazer cursos e benefícios para a comunidade, bem como cuidar da associação”, conclui.



Jornal Midiamax